Chapecoense fica dividida entre Porto Alegre e Curitiba como palco da final

Vanderlei Lima

Do UOL, em São Paulo

  • Nelson Almeida/AFP Photo

    Chapecoense garantiu vaga na decisão ao empatar por 0 a 0 com o San Lorenzo

    Chapecoense garantiu vaga na decisão ao empatar por 0 a 0 com o San Lorenzo

Sem poder atuar na Arena Condá na final da Copa Sul-Americana por conta da capacidade inferior a 40 mil espectadores, a Chapecoense definirá nesta quinta-feira se escolherá Porto Alegre ou Curitiba como palco do histórico jogo, que ainda não teve a data e horário confirmados pela Conmebol.

Em entrevista ao UOL Esporte, o presidente do clube, Sandro Luiz Pallaoro, disse que as duas cidades estão sendo avaliadas e as chances são iguais. Ele não quis especificar qual dos quatro estádios à disposição - Arena do Grêmio, Beira-Rio, Couto Pereira ou Arena da Baixada - está em vantagem.

"Nós vamos nos reunir no meio da tarde com a direção e comissão técnica para analisar com carinho. Nós já tivemos contato com o Atlético-PR que nos ofereceu o estádio, assim como o Coritiba, o Inter e o Grêmio. Então nós vamos analisar com muita cautela e ver onde fica melhor. Nós temos que anunciar para a Conmebol até o final da tarde, às 18h", contou.

Ressaltando que não há preferência por nenhuma das duas cidades, Pallaoro disse que a decisão será tomada após consulta a jogadores e comissão técnica. A distância de Chapecó para Curitiba é de cerca de 480 km, 30 km a mais do que em relação a Porto Alegre.

"Neste momento o que eu posso falar é que está meio a meio, 50% Curitiba e 50% Porto Alegre. Por isso que eu falei a gente vai se reunir com o pessoal da direção, da comissão técnica e alguns atletas como o Cleber Santana, e vamos ouvir antes de definir. Então, agora está 50% para cada lado", explicou.

A Chapecoense garantiu a vaga na final ao empatar por 0 a 0 com o San Lorenzo na noite da última quarta-feira. Como havia conseguido 1 a 1 na Argentina, o clube catarinense avançou para a decisão que pode marcar uma classificação inédita para a Copa Libertadores em caso de conquista.

Antes de iniciar a decisão contra Cerro Porteño ou Atlético Nacional – a segunda semifinal será realizada nesta quinta-feira -, a Chapecoense enfrentará o Palmeiras, no domingo, em São Paulo, pela Série A do Campeonato Brasileiro. Ainda com chances de conquistar a vaga pelo torneio nacional, o presidente do time catarinense evitou falar em reservas no confronto que pode determinar o título palmeirense.

"Eu não sou muito favorável a esta questão de time reserva, nós temos um grupo muito forte. Dá para ver pelos jogos que estamos revezando muitos jogadores, e amanhã na reapresentação dos jogadores nós vamos fazer os exames normais que a gente sempre faz para ver a condição de cada um", disse

"Quem tiver condições vai para o jogo. Todos querem participar deste jogo contra o Palmeiras, que é para o Brasil inteiro ver. Claro que nós temos na quarta-feira esse grande jogo, mas quem tiver condições provavelmente vai normalmente. Mas a definição vai ser da comissão técnica mesmo a partir da reapresentação amanhã pela manhã", completou.

Quer receber notícias do seu time de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos