Surpreso com demissão, Marcelo lamenta passagem ruim: "não foi como queria"

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Treinador mostrou-se surpreso com a demissão após primeiro jogo da final

    Treinador mostrou-se surpreso com a demissão após primeiro jogo da final

Horas depois de anunciada a demissão de Marcelo Oliveira do Atlético-MG, o agora ex-treinador alvinegro compareceu à Cidade do Galo para uma coletiva de imprensa. Nela, o comandante fez um último discurso e se disse surpreso com a demissão, mas agradeceu pela oportunidade e também lamentou pelos erros que culminaram em sua saída.

"Diferente das outras oportunidades que estive aqui, hoje eu fiz questão de me apresentar para um depoimento. Fui chamado para uma reunião, me surpreendi com o final dessa reunião, com a saída do clube, porque temos ainda um jogo, a chance de ser campeão da Copa do Brasil, apesar da vantagem do adversário. Mas tenho consciência que fizemos um jogo frustrante, principalmente pelo primeiro tempo muito ruim, gerando uma insatisfação de todos. Foram seis meses de boa convivência aqui, gostaria de agradecer a todos e de me desculpar por algum momento. Surpreende um técnico sair nessa condição de disputar uma final de Copa do Brasil, mas a expectativa era grande demais e acabou não sendo conquistada como queríamos", comentou.

Bicampeão brasileiro com o Cruzeiro e atual campeão da Copa do Brasil com o Palmeiras, Marcelo Oliveira chegou ao clube com grande expectativa de fazer o Atlético voltar a conquistar o título mais importante do país, o que não foi possível. O plantel que tinha em mão, além do desempenho pouco convincente em campo, foram um dos principais motivos que derrocaram em sua saída. A passagem do treinador pelo Galo durou seis meses, 42 jogos, 18 vitórias, 14 empates e dez derrotas, e teve como estopim a queda por 3 a 1 para o Grêmio, na primeira final da Copa do Brasil.

"Voltei com o objetivo de ampliar minha história no clube, de fazer o time produzir bem. Posso ter tomado decisões erradas, mas também não somos incompetentes. Só não foi melhor porque isso é futebol, pecamos por detalhes e isso pode ter mudado essa história. O Atlético tem elenco comprometido, um pouco desequilibrado, mas que já está sendo tratado pela comissão. Tentamos fazer o melhor trabalho, me dediquei muito para isso. Quero deixar nosso agradecimento ao presidente. Uma pessoa importantíssima, que vive intensamente o Atlético. Já estou acostumado com essa rotina do técnico, tenho consciência que não conseguimos dar um padrão de jogo. Foram inúmeras contusões que atrapalharam, mas felizmente posso dizer que me doei tudo ao Atlético. Desejo muita sorte ao profissional que vier. Agradeço a todos. Um grande abraço a todos vocês", concluiu.

Quer receber notícias do Atlético-MG de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos