Griezmann diz que ficou no Atlético por Simeone e nega status de estrela

DO UOL, em São Paulo

  • Francisco Seco/AP

    Griezmann em ação com a camisa do Atlético de Madri

    Griezmann em ação com a camisa do Atlético de Madri

O meia-atacante Griezmann explicou os motivos que o fizeram permanecer no Atlético do Madrid nesta temporada. Segundo o francês, o fato está ligado ao trabalho de Diego Simeone à frente do time espanhol.

"Eu tinha algumas dúvidas no ano passado, quando a imprensa falou da saída de Simeone. Ele, então, me chamou e disse que ficaria. Sinto muito respeito por eles sinto muita confiança. Tenho que trabalhar com ele. Depois, se vai a outro clube, não vou segui-lo necessariamente. Aqui meus companheiros têm me ensinado muito Graças a eles cheguei a outro nível", disse em entrevista à Revista GQ.

Griezmann também falou sobre seu status no Atlético de Madri. Para ele, é necessário mais títulos para chegar ao patamar de estrelas do futebol mundial.
 
"Não sei se me reconheço assim. Para ser melhor tenho que ganhar mais títulos. Sei que posso fazer isso com o Atlético de Madri, já mostramos isso na temporada passada. Perdemos a final da Champions para o Real Madrid, mas esse ano vamos tentar de novo", frisou.
 
O atleta francês ainda defendeu a escalação de Benzema na seleção francesa. Na Eurocopa 2016, o atacante do Real Madrid ficou fora por problemas de relação com Valbuena. Sem eles, o time ficou com o vice-campeonato.
 
"Se joguei bem na Eurocopa, foi porque estava mais livre. Mas estar com Karim poderia ter sido diferente. Jogaríamos com ele, Giroud e eu na frente", afirmou.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos