Galiotte vê Cuca como técnico ideal e manterá ajuda do jatinho de Nobre

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • José Edgar de Matos / UOL Esporte

    Maurício Galiotte foi aclamado presidente do Palmeiras na noite deste sábado

    Maurício Galiotte foi aclamado presidente do Palmeiras na noite deste sábado

Maurício Galiotte falou pela primeira vez como presidente eleito do Palmeiras para o biênio 2017/2018. Na noite deste sábado, aproximadamente uma hora após a apuração, o novo mandatário do clube de Palestra Itália manifestou o interesse de contar com a presença do técnico Cuca para a próxima temporada; o contrato se encerra neste fim de ano.

"Como analisamos um profissional no conceito de gestão? Metas, objetivos e com trabalho que se avalia do dia a dia. O Cuca obviamente é muito bem avaliado. Então, se houver a possibilidade, se chegarmos a um denominador comum, eu gostaria que Cuca ficasse", afirmou o presidente eleito.

Maurício Galiotte possui boa relação com o técnico Cuca. No dia a dia, mesmo como primeiro vice da gestão de Paulo Nobre, o novo presidente palmeirense acompanha os treinos e conversa com o treinador.

O futuro mandatário, que assume a partir do dia 15 de dezembro, tratou de tranquilizar o torcedor em relação a uma declaração concedida pelo próprio Cuca, que negou qualquer contato para continuar no clube em 2017.

"O Cuca está no Palmeiras. Ele está o tempo todo conosco. Não conversamos com o Cuca até então sobre valores. Se é isso que ele quis dizer. Mas estamos todos os dias em contato com o Cuca, ele participa do nosso grupo de trabalho", garantiu Galiotte.

Eleito, o presidente evitou entrar em detalhes sobre as primeiras ações no cargo máximo da diretoria executiva do clube. No entanto, prometeu manter o estilo de gestão do quase antecessor, Paulo Nobre.

"A nossa ideia é que o modelo de gestão que implantamos nos últimos anos tenha continuidade. Obviamente que temos assuntos prioridades na Sociedade Esportiva Palmeiras, e a eles serão dada as principais atenções", discursou.

"Temos dever de ser protagonistas no futebol profissional. Responsabilidade administrativa e financeira sempre foi um ícone da nossa gestão e também mantemos. Da profissionalização não abrimos não, também manteremos o processo com profissionais vencedores", finalizou.

Uma das coisas que devem ser mantidas em sua gestão é o uso do jatinho particular de Paulo Nobre para buscar atletas convocados por seleções nacionais, como ocorreu com Gabriel Jesus e Mina. "Pediremos sim. Acho que ele empresa, é um grande palmeirense", disse o novo presidente, que ainda planeja pagar os empréstimos feitos por seu antecessor ao clube. "Palmeiras está com as compras equalizadas e nosso objetivo é devolver o dinheiro".

Quer receber notícias do Palmeiras de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos