71 corpos são resgatados de local do acidente; reconhecimento levará 3 dias

Do UOL, em São Paulo

A Unidade Nacional para Gestão de Riscos e Resgates confirmou de forma oficial que, até as 18h desta terça-feira (horário de Brasília), foram retirados 71 corpos dos escombros do acidente aéreo com o elenco da Chapecoense que seguia para Medelín para a final da Copa Sul-America. A identificação levará três dias de acordo com o diretor do IML colombiano, Carlos Eduardo Valdes. 

"Estão em processo de traslado para que sejam reconhecidos", diz o órgão oficial. O diretor da Unidade Nacional para Gestão de Riscos e Resgates, Carlos Iván Márquez, atualizou o número de corpos retirados dos destroços do acidente. "A operação de resgate é continua. Já foram 66 corpos que estão sendo levados através de transporte aéreo que temos da Força Aérea e buscam mais corpos. É uma tarefa que continuaremos até horas da tarde", disse me vídeo publicado pela autoridade. 

Carlos Eduardo Valdes, diretor do Instituto Médico Legal (IML) da Colômbia, informou que familiares das vítimas fatais do avião que levava a delegação da Chapecoense a Medelín vão ao país ainda nesta terça-feira.

De acordo com o médico, após chegarem ao país, entre a tarde e a noite desta terça-feira, eles serão encaminhados para o IML para reconhecimento dos corpos. "Aguardamos a chegada dos familiares para explicar esses procedimentos", falou o médico. Segundo Valdes, após a chegada dos familiares será tomada a decisão sobre o transporte do corpo das vítimas. O diretor informou que o reconhecimento pode levar de dois a três dias.

No Brasil, familiares serão levados para a Colômbia em transporte feito pelo governo brasileiro para que a identificação seja acelerada, informou o secretário geral da CBF Walter Feldmann mais cedo. "Vamos para a Colômbia para apoiar na identificação dos corpos para que eles sejam trazidos logo ao Brasil para homenagens. O próprio presidente Michel temer colocou à disposição aviões da FAB para voltar ao Brasil para homenagens. Nesse momento estamos absolutamente direcionados aos familiares", disse. 

Além dos 71 corpos retirados do local do acidente, as autoridades colombianas confirmam haver seis feridos: dois tripulantes (Ximena Suarez e Erwin Tumiri), um jornalista (Rafael Henzel) e três jogadores da Chapecoense (o zagueiro Neto, o lateral Alan Ruschel e o goleiro Jackson Follmann). 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos