Torcedores fanáticos do Nacional de Medellín viram atração em Chapecó

Bruno Freitas, Danilo Lavieri, Felipe Vita e Luiza Oliveira

Do UOL, em Chapecó (SC)

Dois torcedores do Atlético Nacional de Medellín viraram atração em Chapecó nesta quinta-feira. Os colombianos Daniel Ojeda e Luis Fernando Bolaños decidiram vir a Santa Catarina para prestar solidariedade aos fãs da Chapecoense, adversário de seu time na final da Copa Sul-Americana, abortada depois do acidente aéreo da delegação brasileira na Colômbia.

Ojeda estava a caminho de Curitiba, onde estava prevista a segunda partida da decisão da Sul-Americana, na próxima semana. No entanto, em razão da tragédia, decidiu mudar a rota até Chapecó.

"É um sentimento. Quando soube do acidente, eu pensei que tinha que estar aqui", afirmou Ojeda ao UOL.

"Eu estou desde janeiro sem voltar para casa, vou em todos os jogos do Atlético Nacional. Sempre pedindo ajuda. Cheguei aqui porque ganhei a passagem", explicou o colombiano, exibindo um cartaz em português em que pede auxílio para viajar.

Os torcedores colombianos foram recebidos com entusiasmo por membros de uma torcida organizada da Chapecoense e participaram ao vivo de programas de TV da região, diretamente da Arena Condá.

Luis Fernando Bolaños não conhecia o outro colombiano que está em Chapecó e chegou à cidade no mesmo esquema, pedindo ajuda e carona.

"Com certeza a Colômbia inteira acha que a Chapecoense é campeã. Muita força para esse time", declarou o colombiano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos