Aeromoça que sobreviveu a desastre ficou presa em árvore antes de resgate

Do UOL, em São Paulo

  • Luis Benavides/AP

    Imagens das equipes de resgate trabalhando nos destroços do avião

    Imagens das equipes de resgate trabalhando nos destroços do avião

A comissária de bordo Ximena Suárez, uma das seis sobreviventes do desastre aéreo com o avião que transportava a Chapecoense na última terça-feira (29), ficou presa no alto de uma árvore após a queda, segundo o comandante da unidade de bombeiros que participou do resgate.

"Ela estava agarrada a uma árvore na parte alta da montanha, totalmente consciente. Perguntou por seu capitão e seus companheiros de tripulação e reclamou de dor, tinha traumas por todo o corpo", contou Arquimedes Mejía Carmona. O resgate durou cerca de 1h40.

Ximena foi a primeira pessoa a ser resgatada dos destroços da aeronave. Também sobreviveram o técnico de voo Erwin Tumiri, o jornalista Rafael Henzel e os jogadores Follmann, Neto e Alan Ruschel.

A queda do avião matou 71 das 77 pessoas a bordo, incluindo 19 jogadores e toda a comissão técnica da Chapecoense.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos