Ex-jogador acusa Chelsea de pagar R$ 225 mil para não relatar abuso sexual

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Mirror

    Ex-jogador acusa Chelsea de pagar para que assédio não fosse revelado publicamente

    Ex-jogador acusa Chelsea de pagar para que assédio não fosse revelado publicamente

Ex-jogador do Chelsea, Gary Johnson revelou ao Mirror que recebeu 50 mil libras (R$ 225 mil na cotação atual) para se manter em silêncio sobre supostos abusos sexuais sofridos por ele no clube na década de 70.

De acordo com Johnson, o ex-diretor da base Eddie Heath, o abusou sexualmente durante três anos. Gary Johnson teria sofrido abusos dos 14 aos 17 anos.

Johnson contou ao jornal inglês que Heath, já falecido, teria relatado abusos em outros atletas da categoria de base do Chelsea na época (a partir de 1973).

Para que o caso não viesse a público, o Chelsea teria firmado um "contrato de confidencialidade" com Gary Johnson, dando dinheiro em troca do silêncio.

"Todos os torcedores do Chelsea merecem saber a verdade sobre o que aconteceu. Eu sei que eles me pediram para assinar um contrato de amordaçamento, mas quantos outros sofreram o mesmo e estão por aí? Eles talvez também pagaram pelo silêncio de outros", declarou.

Segundo Johnson, ele procurou, na época, o Chelsea e a Federação Inglesa para relatar os abusos, mas o assunto não foi levado adiante.

"O que me deixa revoltado é que fui até eles para dizer que havia sido abusado e eles basicamente disseram: 'prove'", prossegue Johnson, atualmente com 57 anos.

A acusação de Gary Johnson ocorreu dias depois de a Federação Inglesa de Futebol (FA) abrir investigação sobre o recente escândalo de abuso de jogadores menores de idade quando estavam nas categorias de base.

O escândalo estourou na última semana, quando, depois de duas décadas de silêncio, o ex-jogador de futebol inglês Andy Woodward revelou em uma entrevista à BBC que sofreu abuso sexual no início de sua carreira. O acusado foi um técnico. Na sequência, teve seu exemplo seguido por outros dois atletas: Steve Walters e Paul Stewart.

http://t.dynad.net/pc/?dc=5550001892;ord=1480675588101A polícia britânica, então, afirmou que outros 11 jogadores entraram em contato para falar sobre casos de abuso, mas o número aumentou em quase dez vezes nos últimos dias. Segundo informações da BBC, um número para denúncias anônimas, chamado de NSPCC, já recebeu mais de 100 ligações de possíveis casos de abuso.

Quer receber notícias do futebol internacional de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos