Empate entre Barça e Real tem quebra de protocolo por Chape e muita emoção

Do UOL, em São Paulo

Para o Barcelona, era vencer ou vencer, por isso o empate por 1 a 1 com o Real Madrid neste sábado (03) pode custar caro na corrida pelo título do Campeonato Espanhol. No Camp Nou, o time catalão só melhorou após abrir o placar com Suárez e a partir daí dominou, mas os merengues empataram nos acréscimos com Sergio Ramos. O grande momento de um dos maiores jogos de futebol do mundo, porém, talvez tenha sido antes de a bola rolar, quando jogadores de ambas as equipes se misturaram e posaram para foto atrás de uma placa com a mensagem "Força, Chapecoense".

O empate fora de casa é providencial para o Real Madrid, que chega aos 34 pontos e segue isolado na liderança. Após a 14ª rodada, os merengues ainda mantêm seis de vantagem para o próprio Barcelona. No meio da semana os rivais têm compromisso pela Liga dos Campeões da Europa: O Barça encara o Borussia Mönchengladbach na terça, e no dia seguinte o Real pega o Borussia Dortmund.

Quem foi bem: Iniesta entra e toma conta

O veterano jogou só um terço da partida, mas foi justamente neste período em que o Barcelona funcionou melhor. O capitão centraliza toda a criatividade do meio-campo, e a bola, quando passou por ele, só jogou a favor do Barcelona. Não fosse um erro da defesa na bola aérea, o meio-campista seria o grande responsável por garantir o triunfo.

Quem foi mal: Defesas vão mal na bola parada

O erro que resultou no gol de Luis Suárez foi o mais crítico, mas não o primeiro da defesa do Real Madrid no clássico. A falha na bola parada obrigou o time merengue a sair mais para o jogo, e aí o rival dominou. Mas toda a pressa e ansiedade dos visitantes acabou por dar resultado: no finalzinho, a pressão na bola aérea resultou em gol de Sergio Ramos. O zagueiro teve o mesmo faro de artilheiro de Suárez e também antecipou a defesa rival para marcar.

Barcelona acha solução na bola aérea, mas vacila

Faltou criatividade ao Barcelona no primeiro tempo, quando o discreto trio MSN sucumbiu à forte marcação. O contexto parecia permanecer o mesmo após o intervalo, mas o time catalão achou caminho na bola aérea: Suárez desviou cruzamento venenoso de Neymar e abriu o placar. O gol abriu portas ao Barcelona, que teve mais espaço para girar, trabalhar os rebotes e controlar seus ataques. Faltou segurar mais a bola e manter o Real longe de sua área, e a punição para esta falha foi o empate.

Real Madrid corre atrás e arranca empate

AFP PHOTO / LLUIS GENE

Estava tudo indo muito bem para o time merengue até a defesa errar na bola parada e permitir que o rival saísse na frente. Aí a partida mudou: a pressa trocou de lado, e o Real Madrid teve que se arriscar. A pressão na saída de bola não deu mais certo, e toda a calma que os visitantes tiveram no primeiro tempo não foi mantida. A profusão de cruzamentos parecia não dar certo até Sergio Ramos salvar a pátria nos acréscimos.

Clássico pilhado desde o começo

AP Photo/Manu Fernandez

O Barcelona mostrou que o clássico valia muito desde as primeiras divididas. Foram muitos os lances duros no meio-campo, de ambos os lados. Também sobraram as reclamações por pênalti, mas uma única teve razão: Sergio Ramos tocou a bola com a mão dentro da área do Real. A entrada de Mascherano em Lucas Vázquez, pouco antes, divide opiniões.

Quem vai parar o Real Madrid?

Já são 33 jogos de invencibilidade para o time merengue, que neste sábado (03) ficou a um jogo de igualar a maior sequência da história do clube, conseguida na temporada 1988-89. Na temporada passada, o próprio Real quebrou sequência de 39 jogos sem perder do Barça, mas não conseguiu tirar o título do rival. Desta vez os blancos "sobreviverm," ao clássico e ficam em ótimas condições na liderança, além de poder quebrar recordes, 

Cartão amarelo dá "férias" a Neymar

AFP PHOTO / JOSEP LAGO

Uma advertência recebida aos 28 minutos resulta em suspensão a Neymar por acúmulo de cartões. Deste modo, ele não enfrenta o Osasuna na próxima rodada do Espanhol, no sábado que vem (10). Como também não encara o Borussia Mönchengladbach pela Liga dos Campeões, o atacante só volta a campo no próximo dia 18, contra o Espanyol. O craque recebeu oito cartões em 17 partidas pelo Barça nesta temporada.

Ficha Técnica

Barcelona 1 x 1 Real Madrid
Data:
03/12/2016
Local: Estádio Camp Nou, em Barcelona (ESP)
Hora: 13h15 (de Brasília)
Árbitro: Clos Gómez
Assistentes: Pau Cebrián e Jon Núñez
Cartões Amarelos: Neymar e Suárez (Barcelona); Isco (Real Madrid)
Cartão Vermelho: não houve
Gols: Luis Suárez aos oito, e Sergio Ramos aos 46 minutos do segundo tempo

Barcelona: Ter Stegen, Sergi Roberto, Piqué, Mascherano e Jordi Alba; Rakitic (Iniesta), Busquets e André Gomes (Arda Turan); Messi, Neymar (Denis Suárez) e Luis Suárez. Treinador: Luis Enrique.

Real Madrid: Keilor Navas; Daniel Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Modric, Kovacic (Díaz), Lucas Vázquez, Isco (Casemiro) e Cristiano Ronaldo; Benzema (Asensio). Treinador: Zinedine Zidane.

Quer receber notícias do futebol internacional de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos