Jornal: Laudrup foi demitido por favorecer próprio agente em contratações

Do UOL, em São Paulo

  • REBECCA NADEN/REUTERS

    Ex-jogador de Real, Barça e Juventus, Laudrup (de terno) foi demitido do Swansea em 2014

    Ex-jogador de Real, Barça e Juventus, Laudrup (de terno) foi demitido do Swansea em 2014

A demissão do ex-jogador e técnico Laudrup do Swansea em 2014 foi motivada pela descoberta que ele favorecia seu próprio agente na contratação de jogadores para o clube. A revelação foi feita pelo jornal El Mundo, com base nos documentos do Football Leaks.

De acordo com a publicação, o agente de Laudrup, Bayram Tutumlu, arrecadou 4,3 de euros como comissão na contratação de sete jogadores pelo Swansea entre 2012 e 2014, época em que o ex-jogador de Real, Barça e Juventus era treinador do clube escocês.

Na ocasião, sempre segundo o El Mundo, o Swansea descobriu o esquema entre o treinador e seu agente, demitiu Laudrup e cortou relação com Tutumlu. O treinador foi despedido no dia 4 de fevereiro de 2014, quando o presidente do clube, Huw Jenkins, justificou vagamente a demissão dizendo "proteger os interesses do clube e seus torcedores".

Na época da demissão, o Swansea pagou multa de 1,8 milhões de euros a Laudrup pela rescisão contratual, além de 415 mil euros para seu agente. Ambos negam as acusações.

"Eu nunca recebi um só centavo pela contratação de jogadores. Esse era um assunto de clubes. Nunca", afirmou Laudrup. "Nunca dei dinheiro a Laudrup por nenhum motivo", defendeu-se Tutumlu.

Além do El Mundo, os documentos do Football Leaks também serão publicados em veículos de comunicação como Der Spiegel e Sunday Times nas próximas três semanas. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos