Tecido verde acaba, e Umbro suspende férias para repor camisas da Chape

Bruno Freitas, Danilo Lavieri e Luiza Oliveira

Do UOL, em Chapecó

  • Reprodução/Twitter

    Anuncio da camisa da Chapecoense no site da Netshoes

    Anuncio da camisa da Chapecoense no site da Netshoes

A tragédia com o voo da Chapecoense provocou uma onda de solidariedade  e despertou o desejo de todo mundo de prestar uma homenagem. E uma das formas mais emblemáticas é usando a camisa do time. Por isso, a demanda tem sido tão grande que a fornecedora de material esportivo Umbro está tendo que fazer uma força-tarefa para atender todos os pedidos.

A empresa armou um esquema especial na fábrica de Santa Catarina para entregar o material antes do fim do ano. Muitos funcionários foram remanejados para aumentar a mão de obra no setor que confecciona a camisa.

De acordo com uma pessoa ligada à diretoria da Chape, a Umbro decidiu ainda suspender as férias coletivas no fim do ano para dar conta da produção. Além da alta demanda do uniforme da Chapecoense, a empresa também é parceira do Grêmio e está tendo muita procura por causa da final da Copa do Brasil.

O presidente do clube, Ivan Tozzo, vem acompanhando o processo. "O que nos foi passado é que aquele tecido verde que a camisa é feita acabou em uma fábrica e eles estão repondo agora. Tem muita gente pedindo, bem mais que o normal", afirmou.  

A demanda não vem só de torcedores. O Palmeiras e o Vitória vão jogar a última rodada do Campeonato Brasileiro com a camisa da Chapecoense. Além deles, diversos clubes vão prestar homenagens, mas cada um à sua forma. Terá goleiro com o uniforme da Chape, time em campo exibindo a camisa enquanto outros já estamparam o escudo no uniforme da própria equipe.

A empresa, que é parceira do clube, também vive o luto da tragédia e só continua trabalhando para manter a corrente de solidariedade que se espalhou pelo mundo em prol do clube e dos parentes das vítimas. 

"A procura por camisas da Chapecoense tem sido imensa. Temos recebido pedidos de todo o Brasil e de diversos outros países, numa corrente de apoio que tem se mostrado incrível. E, para atender toda essa demanda, nosso trabalho tem sido intenso", disse a Umbro, em nota oficial.

"O processo de fabricação e distribuição das camisas sempre cumpriu a necessidade da equipe e dos torcedores, porém, não era a demanda atual exigida. Por isso, corremos contra o tempo, contando com o todo o apoio de nossos parceiros e fornecedores para poder abastecer o mercado o mais rápido possível. A Chape merece, com toda a certeza", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos