Torcedores da Chape abraçam estádio e rezam para acabar com "clima pesado"

Bruno Freitas, Danilo Lavieri e Luiza Oliveira

Do UOL, em Chapecó (SC)

  • Luiza Oliveira/UOL

    Grupo de cerca de 200 torcedores dá abraço coletivo na Arena Condá em homenagem

    Grupo de cerca de 200 torcedores dá abraço coletivo na Arena Condá em homenagem

Seria a última rodada de um Campeonato Brasileiro brilhante não fosse a tragédia. Um dia depois do velório, torcedores da Chapecoense voltaram à Arena Condá para mais uma homenagem às vítimas do acidente aéreo que matou 71 pessoas na última terça. No horário em que o time enfrentaria o Atlético-MG, pessoas se reuniram para um grande "abraço" no estádio. No discurso, o destaque foi um pedido para que todos sigam em frente. 

"A gente está percebendo esse clima pesado pela cidade. A gente não merece isso. Ninguém merece, mas essa comunidade não merece. Precisamos acabar com esse clima pesado. Vamos rezar. Mas não vamos rezar com a cabeça baixa. Vamos rezar com a cabeça olhando para cima. Essa semana as coisas vão começar a voltar ao normal", disse um dos oradores do grupo. 

A homenagem já havia sido marcada previamente. Em um primeiro momento, todos se reuniram diante da entrada principal para uma oração. Depois, de costas para o estádio, os torcedores deram as mãos para um abraço simbólico na casa da Chapecoense. As cerca de 200 pessoas presentes não chegaram a dar a volta na Arena Condá, mas se posicionaram em um dos lados do local. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos