Candidato à presidência do Inter defende permanência de Lisca em 2017

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Pedro Affatato, candidato de situação, quer Lisca (foto) como treinador no ano que vem

    Pedro Affatato, candidato de situação, quer Lisca (foto) como treinador no ano que vem

Se Pedro Affatato ganhar a eleição presidencial do Internacional, Lisca seguirá como treinador. A informação foi revelada pelo candidato em entrevista ao jornal Zero Hora. Quarto técnico do time na atual temporada, Luiz Carlos de Lorenzi topou assinar vínculo para três partidas com a missão de livrar o clube do rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

"Lisca se encaixa no perfil de profissional que entendemos ser o melhor em nossa filosofia de futebol. Ele é sanguíneo, guerreiro, mas que entende das questões táticas, conhece o clube, é prata da casa", disse Affatato.

Pedro Affatato é o atual vice de finanças do Internacional e candidato de situação. Em recente entrevista ao UOL Esporte, ele afirmou que não participou das decisões do departamento de futebol e destacou o desempenho do clube em outras áreas.

"Mesmo fazendo parte da gestão, o futebol ficou a cargo do presidente e do vice de futebol. Não quero dizer que não tenho responsabilidade, mas este modelo só vale para quem é do clã. Nele só está quem vive ou viveu o futebol, só um movimento político do clube. A gente precisa mudar isso", declarou.

Na última semana, Lisca negou que tenha conversado com representantes da chapa de situação. O treinador apenas admitiu que ouviu elogios.

"O pessoal tem acompanhado o trabalho, me passaram que estão gostando do trabalho. Tem o processo eleitoral, antes do jogo, e não quero me envolver nisso. Se houver uma conversa, uma situação, obviamente vou escutar. Até agora ninguém falou nada", afirmou o treinador.

O outro candidato à presidência, Marcelo Medeiros, adota discurso de oposição. Vice de futebol na segunda gestão de Giovanni Luigi, ele é apontado como favorito na eleição. E ainda não abriu o nome do treinador que pretende contratar, caso seja eleito.

A disputa eleitoral foi mantida para 10 de dezembro, mesmo com adiamento da última rodada do Brasileirão. Além do presidente, os associados do Internacional irão definir o conselho de gestão e eleger 150 conselheiros.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos