Após pedido de Dorival, Santos dá 1º passo por Schweinsteiger e desanima

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Michael Steele/Getty Images

    O alemão Bastian Schweinsteiger em ação durante jogo do Manchester United no último dia 30 de novembro

    O alemão Bastian Schweinsteiger em ação durante jogo do Manchester United no último dia 30 de novembro

Após o técnico Dorival Júnior revelar ao UOL Esporte com exclusividade que havia sugerido a contratação do volante Schweinsteiger, do Manchester United, da Inglaterra, ao Santos, a diretoria do clube fez a primeira consulta ao clube inglês para saber se o sonho poderia virar realidade. E descobriu que não.

O presidente Modesto Roma, que estreitou relacionamento com dirigentes dos principais clubes ingleses neste ano, entre eles, Chelsea e Manchester, foi o responsável por entrar em contato a diretoria do Red Devills sobre Schweinsteiger.

O dirigente descobriu que o salarial anual do atleta é de 8 milhões de euros (cerca de R$ 30 milhões). Resultado: desistiu de avançar no projeto de Dorival.

Schweinsteiger recebe cerca de R$ 2,5 milhões por mês. O teto salarial do Santos não passa de R$ 300 mil. Desta forma, o clube paulista precisaria buscar investidores e ainda contar com a ajuda do Manchester. Os ingleses teriam que pagar mais da metade do salário.

Dorival Júnior pensou em Schweinsteiger porque o alemão estava encostado no Manchester e até cogitou encerrar a carreira caso rescinda com o clube inglês até o fim deste ano.

No entanto, além da questão financeira, Schweinsteiger voltou a ser aproveitado pelo técnico José Mourinho após oito meses sem atuar pelo clube inglês. O treinador, inclusive, cogitou manter o alemão para o próximo ano.

Schweinsteiger treinava separado do elenco. Desde que chegou ao clube na temporada passada, ele havia realizado 31 jogos e marcado apenas um gol. Mas o alemão voltou a campo na última quarta-feira, quando substituiu Martial aos 41 minutos na vitória do Manchester sobre o West Ham por 4 a 1, pela Copa da Liga Inglesa.

O campeão mundial se aposentou da seleção da Alemanha e não disputava um jogo oficial pelo Manchester United desde a derrota para o Manchester City em março deste ano. O meia de 32 anos tem contrato com o clube inglês até junho de 2018.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos