De saída, Cuca nega ambiente ruim e minimiza "probleminhas" com jogadores

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Fotoarena

    Campeão, Cuca só tem mais um jogo como técnico do Palmeiras

    Campeão, Cuca só tem mais um jogo como técnico do Palmeiras

Campeão brasileiro em 2016, Cuca deu sua última entrevista coletiva como técnico do Palmeiras nesta terça-feira (6) e reforçou que sua saída já anunciada do clube acontece por motivos familiares. O treinador negou que problemas de ambiente tenham influenciado sua decisão de não permanecer no time alviverde em 2017.

"Os motivos já foram falados, são pessoais. Já era para ter ocorrido neste ano, e agora resolvemos fazer o que eu tenho de fazer a nível de família. Já tinha avisado a diretoria antes. Tudo o que aparece depois são rumores, nada é verdade. A gente escuta muita coisa em cima de ambiente, de não se dar com esse ou com aquele. Deixo bem claro que meu ambiente aqui foi o melhor possível", disse.

Ao longo do ano, Cuca teve que colocar panos quentes em polêmicas criadas por declarações públicas sobre alguns jogadores. Em maio, ele disse que o atacante Dudu tinha que "render mais", e depois questionou o comprometimento de Lucas Barrios. Mas Dudu, por exemplo, terminou o ano como capitão e um dos jogadores mais decisivos do Palmeiras.

"Lógico que você não vai agradar a todos, porque não dá, e nem era meu propósito. Sempre fui franco, sempre falei tudo para o grupo, e acho que por isso tive o respeito de todos. Probleminhas, como vocês viram com alguns jogadores, são naturais. É natural ter divergências e correções em oito meses. Acho que foram poucos problemas", afirmou Cuca.

Elogios a Eduardo Baptista

Cuca também aproveitou para elogiar Eduardo Baptista, técnico que deixou recentemente a Ponte Preta e tem acerto encaminhado para comandar o Palmeiras em 2017. Segundo o treinador, Baptista tem tudo para continuar o bom trabalho na equipe alviverde.

"Eu gosto do Eduardo, se for ele o treinador. O que precisar de mim, em todos os sentidos, pode contar comigo. Ele, a diretoria, todos, enfim. Saio com sensação de dever cumprido e toda uma base para o próximo treinador".

"Fica um time muito bom, muito consistente, que joga perto, que joga um futebol solidário, um futebol que em algum momento era mais técnico, depois se tornou mais seguro. Ficamos com uma defesa muito sólida e um ataque rápido. Quando a gente uniu meio de campo, ataque e defesa ficou muito gostoso jogar. E isso fica tudo aqui, para que seja colhido ano que vem", disse Cuca.

Quer receber notícias do Palmeiras de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos