MP espanhol denuncia Di María, Xabi Alonso e português por fraude fiscal

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Marcos Brindicci

O Ministério Público da Espanha denunciou nesta quarta-feira (07) três ex-jogadores do Real Madrid por fraude fiscal. De acordo com informações da agência EFE, o argentino Di María, o espanhol Xabi Alonso e o português Ricardo Carvalho são os acusados pela Fiscalía de Madri de cometerem delitos a partir de dados colhidos na Fazenda espanhola. 

Outros dois jogadores são alvo da mesma investigação: o português Fábio Coentrão e o colombiano Falcao García. Ambos contam com o mesmo empresário de Cristiano Ronaldo, Jorge Mendes.

O processo corre em segredo de justiça. O juiz Arturo Zamarriego aprovou medida cautelar para impedir a publicação de dados pessoais, fiscais e financeiros dos envolvidos que tenham sido obtidos de forma ilícita porque "os mesmos podem atrapalhar as investigações". O juiz ainda proibiu que qualquer informação via Football Leaks seja considerada na investigação. 

A agência ressalta que os dados para as denúncias foram colhidos da fonte oficial, que é a Fazenda espanhola, não considerando as informações do Football Leaks, que cita Cristiano Ronaldo. A Fazenda espanhola ainda não enviou nenhum dado sobre o astro português.

Na semana passada, em reportagem do jornal alemão Der Spiegel baseada em documentos divulgados pelo 'Football Leaks', Cristiano Ronaldo foi acusado de participar de um "sistema de camuflagem fiscal e lavagem de dinheiro". Ao todo, o jogador do Real Madrid teria desviado 150 milhões de euros ganhos em direitos de imagem para paraísos fiscais.

Quer receber notícias do Real Madrid de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos