Investigadores darão respostas sobre queda de avião até final do mês

Felipe Pereira

Do UOL, em Bogotá (Colômbia)

  • Luis Benavides/AP

    29.nov.2016 - Equipes de resgate trabalham em meio aos destroços do avião que levava a delegação da Chapecoense

    29.nov.2016 - Equipes de resgate trabalham em meio aos destroços do avião que levava a delegação da Chapecoense

As primeiras respostas oficiais sobre o acidente com o avião que transportava a Chapecoense serão divulgadas até o final do mês afirmou o secretário de Segurança Aérea da Colômbia, coronel Freddy Bonilla Herrera. Ele disse que este é o prazo para conclusão do relatório preliminar das investigações.

O militar estará domingo na Bolívia para se reunir com três funcionários do setor aéreo locais. A viagem é para ter acesso a documentação da aeronave da Lamia como plano de voo, histórico de manutenção, viagens feitas no passado e etc.

Com a análise deste material, Bonilla espera responder uma série de questões que levaram a pane seca do jato. No último sábado, o coronel declarou que o plano de voo incluía uma para de abastecimento em Cobija. A cidade do norte boliviano que fica entre Medellín e Santa Cruz de la Sierra, de onde o avião decolou. Apesar de prevista, a parada não ocorreu.

Bonilla falou que a Colômbia não pode fiscalizar o espaço aéreo boliviano, mas que quando autoriza a entrada de uma aeronave que partiu do país, entende que o plano de voo foi cumprido. Ainda assim, o secretário de Segurança Aérea da Colômbia não quis adiantar o que vai acontecer se as suspeitas de falhas na fiscalização forem comprovadas.

No sábado, ele havia afirmado que o descumprimento levaria autoridades bolivianas a serem incluídas na lista de culpados pelo acidente. O acidente causou a demissão do diretor do Registro Aeronáutico Nacional da DGAC, Gustavo Vargas Villegas. Ele é pai de um executivo da Lamia.

Os investigadores também vão verificar a qualidade do combustível usado pela aeronave. Outro item que vai ajudar na apuração são as informações das caixas pretas. Elas chegaram a Inglaterra e a recuperação dos dados começou. A expectativa é que o trabalho de degravação esteja concluído nesta semana.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos