Acusado de fraude fiscal, C. Ronaldo minimiza: "Acha que estou preocupado?"

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Juan Medina

    Cristiano Ronaldo e seus representantes negaram irregularidades

    Cristiano Ronaldo e seus representantes negaram irregularidades

Pela primeira vez, Cristiano Ronaldo falou sobre as acusações de fraude fiscal em que tem sido acusado por periódicos europeus. De acordo com o jornal alemão Der Spiegel e o espanhol El Mundo, baseados em documentos fornecidos pelo 'Football Leaks', o astro do Real Madrid teria usado empresas em paraísos fiscais para evadir impostos, em valores que chegariam a 150 milhões de euros (R$ 545 milhões em valores atuais).

"Acha que estou preocupado? Quem não deve não teme", disse brevemente o português ao ser questionado sobre o assunto após o empate por 2 a 2 entre Real Madrid e Borussia Dortmund, na última quarta-feira (8), pela Liga dos Campeões.

Os representantes do jogador alegaram sua inocência e apresentaram um certificado emitido pela Agência Tributária que provaria que Cristiano "se encontra em dias com suas obrigações tributárias".

Já o secretário-geral do Ministério da Fazenda da Espanha, José María Mollinedo, disse que o caso se trata de um "delito fiscal grave" e afirmou que o atacante português pode ser condenado a até seis anos de prisão se as acusações forem comprovadas.

Cristiano Ronaldo não é o primeiro jogador envolvido em polêmica fiscal na Espanha. Atletas como Messi e Mascherano já foram inclusive condenados por sonegação de impostos, mas não foram presos e pagaram a pena em forma de multa.

Quer receber notícias de futebol internacional de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos