Jornal reclama da diferença de tratamento a Messi e CR7 em casos de fraude

Do UOL, em São Paulo

  • Reuters / Albert Gea


O jornal catalão "Mundo Deportivo" publicou nesta quinta-feira uma reportagem comparando o tratamento dado a Lionel Messi e Cristiano Ronaldo nos casos de fraudes fiscais investigadas na Espanha.

Em tópicos, a publicação lista o que diferencia os casos e insinua em comentários que o jogador do Barcelona está recebendo um tratamento mais duro por parte das autoridades espanholas.

Para começar, o jornal compara os valores e o tempo em que os casos se arrastam. Enquanto Messi já foi condenado em um processo que durou três anos por fraude fiscal de 4,1 milhões de euros, a publicação diz que "Cristiano Ronaldo acumula irregularidades desde 2009 e até agora nenhum órgão fiscal se pronunciou". O valor seria de 150 milhões de euros.

O jornal ainda diz que no caso de Cristiano Ronaldo o "juiz pede que não se publiquem informações". No caso de Messi, a ação é pública e o promotor o acusa de ser "chefe de uma associação criminosa".

Para completar, o "Mundo Deportivo" diz que o tratamento midiático ao caso do argentino é de "escárnio e máxima divulgação". Em relação ao português, "silêncio nos jornais de Madri que mais criticavam Messi".

Vale lembrar que Lionel Messi já foi julgado e condenado a 21 meses de prisão pela Justiça Espanhola além de ter de pagar uma multa. O jogador recorreu da decisão.

Já o caso de Cristiano Ronaldo veio à tona nesta semana. Com base em documento vazados pelo grupo Football Leaks, CR7 teria "camuflado 150 milhões de euros em paraísos fiscais, na Suíça e nas Ilhas Virgens Britânicas", beneficiando-se de "um sistema elaborado por seu empresário, Jorge Mendes". 

Quer receber notícias de Barcelona e Real Madrid de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos