Parreira elogia Tite na seleção: "não sei se ele é técnico ou feiticeiro"

Do UOL, em São Paulo

  • CBF/Divulgação

    Parreira ao lado de Tite, Zagallo e Edu Gaspar

    Parreira ao lado de Tite, Zagallo e Edu Gaspar

O ex-técnico da seleção brasileira Carlos Alberto Parreira avaliou em entrevista à ESPN Brasil o desempenho do técnico Tite na seleção. Parreira se derreteu por Tite, a quem chama de "mago e feiticeiro".

"Hoje falar sobre o Tite é muito fácil. Não são seis jogos e seis vitórias, foi o jeito que as vitórias foram conquistadas. Isso não aconteceu por acaso. O Tite se preparou, impôs sua filosofia. A química com os jogadores se deu muito rápida. Eu não sei do que chamo ele: técnico, mágico, feiticeiro. Fomos de desclassificados para primeiro lugar. O Brasil vai chegar no final das eliminatórias como candidato ao título", comentou Parreira.

Carlos Alberto Parreira também avalia a estrutura do futebol brasileiro. "Qualidade técnica sempre tivemos. Grandes jogadores que atuam na seleção brasileira estão em grandes times da Europa", comentou.  

"CBF é o Brasil que deu certo"

Essa frase de Parreira dita no passado gerou muita polêmica. Parreira explicou que se referia à seleção brasileira e não ao país. "Essa frase foi cortado de uma palestra que fez com o Branco. Eu me referia ao futebol brasileiro. Não existe federação mais organizada no futebol. É o Brasil que deu certo, a seleção brasileira de futebol. A CBF ajuda treinadores, prepara seleção de base, tem estrutura maravilhosa. A parte política eu não vou me envolver. Todos os treinadores que estiveram lá tiveram apoio. Ninguém pode reclamar da CBF. Mas a CBF não é formadora de jogadores, não decide os campeonatos".

Rogério Ceni como treinador

Ceni iniciará trabalho como técnico do São Paulo em 2017 e Parreira vê o ex-jogador no caminho certo, apesar de ter pulado etapas e assumido diretamente o time principal do clube do Morumbi. "Rogério tem todas as ferramentas para dar certo. Participativo, articulado, experiente, gosta da tática, do futebol, de conversar sobre futebol, faltou só aquela prática de antes de entrar na carreira dirigir um sub-20. Acho que foi interessante ele trazer um técnico estrangeiro. Pode dar grandes ideias".

Para Parreira, a grande experiência dentro de campo ajudará Ceni. "O Rogério já trabalhou 20 anos como profissional com dezenas de treinadores, com situações mais diferentes. Isso tudo vai dando uma experiência muito grande. Acho que tem que ter convicções, filosofia. E em qualquer plano estratégico ele tem que ser flexível. Ele sempre foi um líder, sabe de planejamento".

Quer receber notícias do seu time de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos