Troca de e-mails indica que CBF orientou Vitória no 'caso Victor Ramos'

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • AFP PHOTO / Heuler Andrey

    Victor Ramos pertence ao Monterrey-MEX e voltou ao Vitória por empréstimo

    Victor Ramos pertence ao Monterrey-MEX e voltou ao Vitória por empréstimo

Uma troca de e-mails entre Reynaldo Buzzoni, diretor de registros da CBF, e Edson Vilas Boas, chefe de registros do Vitória, foi anexada pelo Internacional em sua petição entregue ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). Os documentos, que não deixam claro se a transcrição está completa, indicam que o time baiano foi orientado a realizar uma transferência internacional, ao contrário do que ocorreu e contradizendo os argumentos apresentados no caso envolvendo o zagueiro Victor Ramos.

O conteúdo da conversa foi divulgado jornal Estado de S. Paulo. Os documentos também foram obtidos pelo UOL Esporte.

Os e-mails são do dia 29 de fevereiro e mostram Buzzoni esmiuçando os trâmites necessários ao Vitória para registrar o jogador, emprestado pelo Monterrey-MEX e que em 2015 esteve no Palmeiras.

"Primeiro, o Palmeiras e o clube mexicano deve (sic) dar uma conclusão ao TMS #106697, sobre o empréstimo do atleta ao Palmeiras. Após isso, será necessário o retorno do empréstimo para o México e um novo pedido de empréstimo para o Vitória. Mesmo para outro clube do país, é necessário o retorno do ITC para o México para depois gerar um novo empréstimo para o clube brasileiro", escreveu o diretor da CBF.

Reprodução
Troca de e-mails ocorreu em 29 de fevereiro e orientou Vitória no caso

Em outro trecho, Reynaldo Buzzoni alerta para o período de transferências no México. "O ITC está no Brasil, se for fazer um novo empréstimo o clube do México tem que pedir o retorno, mas tem que ver se a janela deles está aberta", enviou.

O dirigente baiano, então, respondeu. "Reynaldo, já está fechada. Como o ITC está aqui no Brasil eles não podem autorizar o empréstimo para nós já que não precisa do CTI?", perguntou Vilas Boas. Buzzoni, então, reafirmou que teria de ser feito um retorno de empréstimo do México.

Reprodução
Diálogo entre funcionário do Vitória e diretor da CBF esmiúça trâmite a ser cumprido

No último e-mail, Reynaldo Buzzoni diz que o clube mexicano teria que ligar para a Fifa em busca de ajuda e concluiu: "Esse caso vai ser em validação de exceção e vai demorar a ser aprovado, mas no final será aprovado". O Vitória entregou ao STJD cópia de e-mail onde a entidade máxima do futebol afirma que investigou o caso e o mesmo está encerrado desde novembro.

Por meio da assessoria da CBF, Reynaldo Buzzoni afirmou que não irá se pronunciar até o parecer da Procuradoria do STJD.

Após o Internacional solicitar reabertura do caso junto à Procuradoria do STJD, CBF e Vitória se defenderam afirmando que a transferência de Victor Ramos ocorreu em âmbito nacional. Sem necessidade de respeitar a janela de transferências mexicana.

Na última segunda-feira, o time baiano e o departamento de registros foram notificados e ganharam prazo de dois dias para enviar documentos à Procuradoria. Os dados foram repassados e agora o STJD analisa se apresenta ou arquiva a denúncia.

O Internacional pede que o Vitória seja denunciado no artigo 214 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva). Se a denúncia for aceita, o time baiano poderá perder os pontos obtidos nos 26 jogos do Campeonato Brasileiro onde utilizou Victor Ramos.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos