Neto volta a respirar sem ajuda de aparelhos; Follmann será operado em SP

Do UOL, em São Paulo

O zagueiro Neto voltou a respirar sem a ajuda de aparelhos depois de nove dias dependendo de ventilação mecânica. Segundo a equipe médica que está em Medellín, o jogador da Chapecoense, um dos seis sobreviventes do acidente com o avião do time catarinense, evoluiu bem nas últimas horas.

"Conseguimos tirar ele da ventilação mecânica. Ele ainda é o paciente de UTI, que precisa de acompanhamento de hora em hora. As próximas 48 horas serão importantes para o Neto. Ele está há nove dias dependendo do ventilador. O pulmão dele precisa aprender a respirar sozinho. O pulmão desarmou. Ele evoluiu bem", disse o médico Edson Stakonski.

O goleiro Follmann, por sua vez, terá de passar por uma operação no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. O jogador da Chapecoense tem uma fratura na segunda vértebra cervical. O procedimento ocorrerá nos próximos dias. O dia para o transporte do paciente ainda não foi definido. 

De acordo com o médico Marco André Sonagli, Follmann será operado por Jorge Pagura, da CBF. "Não há uma urgência para a cirurgia. A ressonância vai dar a segurança de transporte", afirmou.

Em melhores condições, Alan Ruschel e Rafael Henzel devem ser transferidos para o Brasil até a próxima terça-feira. Ambos vão para Chapecó. O jogador, que está no quarto há quase 48 horas, tem uma infecção urinária - ela foi tratada e não preocupa os médicos.

A equipe médica espera, agora, depende da logística para autorizar a viagem dos pacientes ao Brasil - Neto ficará em Medellín. "Estamos organizando. Temos de ter segurança na aeronave, qual o tempo exato de voo. Precisamos entender tudo isso. Para pensar na condição clínica de quem vai, temos de entender essa logística", explicou Stakonski.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos