Poder dividido e novo presidente. Como eleição muda o Inter para 2017?

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeremias Wernek/UOL Esporte

    Affatato (esq) e Medeiros (centro) disputam presidência do Inter para 2017 e 2018

    Affatato (esq) e Medeiros (centro) disputam presidência do Inter para 2017 e 2018

Um dia antes de definir se fica na elite ou vai jogar a Série B, o Internacional tem outra decisão. Neste sábado (10), entre 9h e 17h (Brasília), cerca de 67 mil sócios estarão aptos a votar para presidente, conselho de gestão e conselho deliberativo. As escolhas deverão fazer parte de um processo de transformação no estádio Beira-Rio.

A grande novidade no pleito é justamente o conselho de gestão. Fruto da reforma estatutária aprovada neste ano, ele engloba o presidente e outros quatro vices que irão decidir os rumos do clube. O grupo terá responsabilidade civil e criminal no cargo.

Na hora da votação, o associado escolherá um candidato à presidência com dois vices já anunciados. Os outros integrantes do conselho de gestão serão indicados após a eleição.

A chapa 1 tem Pedro Affatato como candidato à presidência ao lado de Luiz Henrique Nuñez, 1º vice-presidente, e Pedro Alberto Tedesco Silber, 2º vice-presidente.

A chapa 2 conta com Marcelo Medeiros como presidente, João Patrício Hermann na função de 1º vice-presidente e Alexandre Chaves Barcellos no cargo de 2º vice-presidente.

O plano do Inter é dividir o poder de decisão, não centralizar mais as grandes questões do clube na figura do presidente. Além de iniciar um processo de profissionalização e diminuição de departamentos.

Outra importante mudança deve ocorrer no Conselho Deliberativo. Na eleição deste sábado, 150 cadeiras serão renovadas. Nove chapas, com 165 nomes em cada uma, disputam o pleito.

A instabilidade do time, com reflexo na gestão do clube entre 2015 e 2016, deve pulverizar o número de cadeiras entre os movimentos políticos. Além disso, os grupos que davam sustentação as últimas gestões se dividiram em várias chapas.

As novas divisões e as regras da eleição, com cláusula de barreira de 20%, provavelmente criaram um cenário há muito tempo não visto: vários representantes de diversas áreas da torcida. Ao todo, o Internacional conta com 342 conselheiros.

Presidente, conselho de gestão e conselheiros já terão seus primeiros compromissos em 19 de dezembro. O Conselho Deliberativo marcou reunião extraordinária para data e na pauta, está a aprovação do orçamento do clube para o próximo ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos