Presidente eleito quer reconstruir imagem do Inter e volta de D'Alessandro

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeremias Wernek/UOL

    D'Alessandro volta ao Internacional na opinião do novo presidente do clube

    D'Alessandro volta ao Internacional na opinião do novo presidente do clube

Eleito presidente do Inter para os próximos dois anos, Marcelo Medeiros quer reconstruir a imagem do clube, abalada após declarações da atual gestão. A ida ao STJD contra o Vitória e a tentativa de não disputar a última rodada do Brasileiro foram equívocos que mancharam a imagem do clube e reconstruir isso é um dos objetivos do novo comandante. Além disso, ele conta com a volta de D'Alessandro, que está emprestado ao River Plate. 

"Respeitar os profissionais da mídia, ter um discurso afinado com a torcida. Ter a humildade de reconhecer quando errou. Falta a atual gestão um pedido de desculpa pelo excesso de erros cometidos e discursos mal dados. Dados em momentos inoportunos. O Inter tem uma história maravilhosa, 107 anos de glória, uma camisa vencedora e é o orgulho que faz todos nós termos essa paixão pelo Inter. Vamos procurar todos os órgãos representativos. CBF, STJD, Liga dos Clubes, Ministério do Esporte, e estes órgãos, quando o clube se fizer presente, estará representado por seu dirigente máximo. É um trabalho de recolocar o Inter numa trilha de acordo com sua grandeza. E passa pelo atendimento pelos veículos da mídia, de forma paciente, educada, atenciosa e equilibrada", disse Medeiros em entrevista coletiva. 
 
Ele foi eleito com 94% dos votos válidos na tarde deste sábado. Será empossado no dia 3 de janeiro, mas antes já promete novidades. Na próxima semana, a comissão técnica para 2017 já deve ser anunciada. O nome mais cotado é Antonio Carlos Zago, que não fica no Juventude. 
 
E o primeiro reforço pretendido já tem contrato com o clube. É D'Alessandro, que está emprestado ao River Plate, mas segundo o mandatário deve voltar. 
 
"O D'Alessandro colocou uma mensagem no Twitter (rede social) sobre o uso político da imagem dele. E vou respeitar porque ídolos do clube da grandeza como ele tem, merece este respeito. Mas vou fazer uma ressalva de algo que é fato. Ele tem contrato conosco até 31 de dezembro de 2017. Porque nós em 2014 prorrogamos o contrato dele. O empréstimo termina no final do ano e vamos esperar o jogo de amanhã para ver se podemos acertar. No que depender da gente ele está de volta", completou. 
 
Sobre o STJD, Medeiros não garantiu se irá ou não seguir a batalha jurídica do Colorado pela retirada de pontos do Vitória. O clube entrará com recurso na próxima semana e promete ir à Fifa caso não seja atendido no Brasil. 
 
"A atual gestão tem na assessoria terceirizada extremamente competente. Tenho enorme respeito por isso. Duvido que o Inter faria uma aventura jurídica. Qualquer pessoa física, jurídica, de direito, quando se sente lesado, tem o dever de procurar uma reparação. Mas dentro do âmbito esportivo. É um ato desta gestão e vamos aguardar o que o STJD vai decidir", finalizou. 
 
Medeiros assume com Roberto Mello como vice de futebol, João Patrício Herrmann e Alexandre Chaves Barcelos como vice-presidentes. Mais dois membros do Conselho de Gestão serão anunciados nos próximos dias. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos