Brasileiro que jogou antes de atentado relata como soube da explosão

Do UOL, em São Paulo

O zagueiro Marcelo, ex-Santos, estava em campo na Vodafone Arena, em Istambul, duas horas antes do atentado terrorista que aconteceu na Turquia. O jogador relatou como soube do ataque que aconteceu nas imediações do estádio.

Pelo menos 38 pessoas morreram, e mais de 160 ficaram feridas, em dois atentados cometidos no sábado no centro turístico de Istambul. Uma bomba explodiu perto de um veículo de transporte de polícia situado em frente ao estádio do Besiktas.

"Fiquei sabendo quando eu estava chegando em um restaurante para jantar depois da partida. Infelizmente, a explosão aconteceu exatamente onde nós saímos. Fiquei sabendo que tinham sido duas explosões, mas naquele momento só ficamos sabendo da explosão mesmo, nada sobre vítimas, nem se tinha alguma vítima. Com nós jogadores nada aconteceu. O que eu soube depois é que dois funcionários do Besiktas tinham sido vítima nesse atentado. Fico muito triste pelo que aconteceu e espero que os feridos possam se recuperar o mais rápido possível", disse Marcelo.

O lateral Adriano, que já jogou no Barcelona, comentou ao SporTV que já não estava mais no estádio no momento das explosões. Além deles, atua pelo Besiktas o atacante Anderson Talisca. "Fiquei sabendo depois de algum tempo que já tinha saído do estádio", disse Adriano. "Eu já estava em casa, jantando com a família, junto com um amigo turco. Ele nos relatou o caso. Mas não ficamos sabemos se havia vítimas. Sabíamos que pessoas estavam feridas, policiais estavam feridos. Com os jogadores nada aconteceu, com os familiares também."

Dos mortos, pelo menos 27 eram policiais. Dez pessoas haviam sido detidas e estariam relacionadas ao atentado. 

Com a bola rolando, o time da casa derrotou o Bursapor por 2 a 1. Marcelo e Adriano estavam em campo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos