Superclássico tem show de Tévez, vitória do Boca e choro de D'Alessandro

Do UOL, em São Paulo

O duelo deste domingo entre River Plate e Boca Juniors pelo Campeonato Argentino foi eletrizante do começo ao fim e justificou a grandeza do maior clássico do país. No fim, vitória do Boca por 4 a 2 com uma atuação de gala de Carlos Tévez em um jogo com 20 chances de gol de lado a lado.

O ex-atacante do Corinthians deu passe para um gol e anotou dois gols, o segundo deles um golaço para decretar a virada do Boca.

O show de Tévez começou aos 14 minutos do primeiro tempo com um lindo passe para Walter Bou abrir o marcador.

O River, porém reagiu e antes do intervalo marcou duas vezes em um período de apenas seis minutos. Driussi empatou aos 34 e Alario virou aos 40.

Opinião: Superclássico do Adeus entra para a história

No segundo tempo, o Boca voltou com tudo e disposto a não deixar o rival festejar. Aos 17 minutos, Tévez ganhou na corrida da zaga, ganhou uma divida do goleiro Batalla que saiu estabanado do gol e tocou para a rede vazia.

A nove minutos do fim do jogo, Tévez deu o golpe final no River. Depois de receber um passe Pavón, acertou um chutaço no ângulo de Batalla, que nada pôde fazer.

Já nos acréscimos, aos 48, Centurión ganhou na corrida da zaga, deu um chapéu no goleiro e tocou de cabeça para a rede. Um golaço.

A partida também foi marcada pelo choro de D'Alessandro. O ídolo do River, que pode ter feito o último Superclássico da carreira não conteve as lágrimas ao ser substituído por Rossi aos 15 minutos do segundo tempo. Deve ter sido também seu último jogo no Monumental, uma vez que terá de retornar ao Inter, pois seu empréstimo acaba ao fim do ano.

Com a vitória, o Boca assumiu a liderança do campeonato com 28 pontos após 13 rodadas. O River é o 11º, com 19.

Veja: Jogadores do Boca zoam rivais no vestiário

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos