Atlético-MG faz jogo duro, mas Santos aposta em persuasão de Robinho

Samir Carvalho e Thiago Fernandes

Do UOL, em Santos e em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético

    Robinho é o objeto de desejo do Santos para a próxima temporada

    Robinho é o objeto de desejo do Santos para a próxima temporada

Robinho é o objeto de desejo do Santos para a próxima temporada. A equipe da Baixada Santista tenta a todo custo levá-lo para o CT Rei Pelé na próxima temporada. Contudo, enfrenta forte resistência do Atlético-MG, time com o qual o craque tem contrato até dezembro de 2017.

Os mineiros não cogitam liberar a sua principal estrela do elenco antes do término do vínculo. Segundo pessoas ligadas à diretoria, "somente um caminhão de dinheiro" poderia tirá-lo da Cidade do Galo neste momento. A intenção é que o Rei das Pedaladas cumpra o acordo firmado em fevereiro passado, mesmo contando com o maior salário do plantel – cerca de R$ 800 mil mensais.

A posição de endurecer em relação ao desejo dos paulistas se dá por dois motivos. O primeiro é referente à vontade de Roger Machado. O novo técnico atleticano faz planos para Robinho em sua equipe. Ele crê que o atleta pode se tornar a referência do setor ofensivo em 2017. O outro ponto é o fato de o interessado ser um dos concorrentes na luta pelo título da Copa Libertadores da América.

O Santos espera por Robinho nesta quinta-feira, na Vila Belmiro. O jogador confirmou presença no jogo beneficente, organizado pelo ex-zagueiro Narciso, entre os times santistas de 1995 e 2002. Antes disso, o atacante deve se reunir com a diretoria santista, como antecipou o UOL Esporte no início desta semana.

A cúpula santista considera a transação difícil, mas confia na persuasão de Robinho para conseguir a sua liberação com o Atlético-MG. Além disso, a cúpula santista aposta em um outro encontro importante para tentar concretizar o retorno do jogador.

Isso porque o presidente Modesto Roma deve viajar junto com o presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, na próxima semana, para a Assunção, no Paraguai, onde participarão do sorteio das chaves da Copa Libertadores da América de 2017.

O dirigente santista tentará pessoalmente pedir a liberação de Robinho e negociar as possibilidades. Robinho tem contrato com o clube mineiro até o fim de 2017, mas o alto salário do atleta, de cerca de R$ 800 mil, pode facilitar a sua saída. Isso porque o Galo foi obrigado a assumir o ordenado integral do jogador após romper com um de seus patrocinadores.

O Santos oferece um salário menor a Robinho, porém o clube promete pagar um dívida de R$ 2 milhões que possui com o atleta, e compensar a diferença que ele recebe no Galo com um contrato mais longo, de quatro anos, além de bonificações por metas alcançadas.  

Quer receber notícias do Atlético-MG e Santos de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos