Grêmio inicia movimento por retorno de Barcos: "Tudo é possível"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

    Hernán Barcos pode voltar ao Grêmio dois anos depois de sua saída

    Hernán Barcos pode voltar ao Grêmio dois anos depois de sua saída

O Grêmio busca um centroavante para a próxima temporada. E o primeiro nome analisado é Hernán Barcos. O argentino de 32 anos tem mais seis meses de empréstimo ao Vélez Sarsfield, da Argentina, mas o Tricolor começa a analisar uma investida pelo retorno. 

"Tudo é possível", disse o presidente gremista Romildo Bolzan Júnior questionado sobre o regresso do argentino. O entrave inicial seria o alto salário recebido no Sporting, de Portugal. Os vencimentos do gringo soam distante do controle financeiro proposto pelo Tricolor. Pagos em euro, a conversão para o real multiplica qualquer quanta. 
 
Contudo, ele já foi emprestado com apenas parte do salário pago pelo Vélez neste ano. Desde agosto, sofreu com um período lesionado, mas voltou e já disputou 10 partidas, marcando um gol. Está com ritmo ideal, tanto que atuou no último domingo diante do Atletico Rafaela. Esteve em campo por 21 minutos, começou no banco de reservas. 
 
A situação anima de certa forma o Tricolor. A falta de protagonismo no Vélez pode facilitar uma negociação. O molde ainda não foi definido. A direção gremista estudará junto a comissão técnica uma investida pelo atacante. Renato Gaúcho comandou Barcos no Tricolor em 2013, ano em que ele foi artilheiro do time na temporada e o Grêmio foi vice-campeão gaúcho. 
 
Ainda não foi feito proposta, mas o movimento para análise da investida em Barcos foi iniciado. Até pela intenção dele. Se depender do Pirata, o retorno é viável. Barcos, mesmo distante, se diz torcedor do clube gaúcho e, em entrevista ao UOL Esporte em outubro, cogitou voltar ao Brasil. 
 
"Voltar ao Brasil sempre é uma boa possibilidade. Temos um mercado bom. Minha primeira opção é sempre o Grêmio. Mas estamos abertos para ouvir possibilidades. Vamos ver no futuro o que acontece", disse. 
 
Barcos é casado com uma ex-funcionária do Grêmio e sempre que tira férias ou tem dias de folga volta a Porto Alegre e comparece em jogos na Arena. É referência para a torcida, que de pronto aprovaria a volta do atacante. Maior artilheiro estrangeiro da história gremista, o Pirata defendeu o Tricolor entre 2013 e 2015. Marcou 45 gols pelo clube em 112 jogos. 
 
A primeira posição pretendida para reforçar o time em 2017 é exatamente o comando de ataque. Segundo o vice de futebol Adalberto Preis, o Grêmio necessita de um 'fazedor de gols' para a disputa da Libertadores do ano que vem. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos