Casillas revela que deixou Real Madrid por conta do ambiente "estranho"

Do UOL, em São Paulo

  • Armando Franca / AP

Antes mesmo de deixar o Real Madrid, o goleiro Iker Casillas já sentia que sua passagem pelo clube madrileno estava com os dias contados. Em entrevista ao Porto Canal na sexta-feira (16), o jogador do Porto lembrou como foram seus últimos anos no futebol espanhol e da estranheza no clube da capital mesmo depois do décimo título da Liga dos Campeões.

"Sabia que minha passagem pelo Real Madrid estava chegando ao fim em janeiro/fevereiro de 2015. O ambiente não era bom. Já pensava em tomar uma decisão. Pensamos bem o que fazer e o melhor era sair do Real Madrid. Creio que era o momento. Tinha pensando em abandonar o Madrid depois de ganhar a Champions de 2014. Por circunstâncias o Madrid decidiu que saísse Diego López, mas o ambiente já era muito estranho", recordou o goleiro.

O goleiro do Porto também falou sobre sua situação na seleção espanhola, onde perdeu espaço desde a chegada de Julien Lopetegui ao comando da equipe. Promovendo uma renovação no time, o treinador tem promovido atletas mais jovens, como David de Gea. Casillas, no entanto, garantiu que não está aposentado da equipe nacional.

"Ter me distanciado inclusive da seleção espanhola me tem feito bem. Nunca renunciei, para problemas dei um passo ao lado. Lopetegui me disse que ia apostar em De Gea e eu aceitei, mas ainda não deixei a seleção espanhola. Por que não vou poder jogar o Mundial da Rússia? Joguei toda fase de classificação para a Eurocopa e depois que se decidiu dar a titularidade a De Gea", afirmou o jogador.

Terceiro colocado no Campeonato Português em sua primeira temporada pelo Porto, Casillas também falou da sua escolha na hora de trocar de clubes e disse que a proximidade de Portugal com a Espanha foi um fator favorável para a decisão. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos