América-MEX reclama de pênalti e pede revisão, mas arbitragem não usa vídeo

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Sportv

Mais um lance do Mundial de Clubes colocou em dúvida a utilização do árbitro assistende de vídeo no futebol. Dessa vez, entretanto, a equipe de arbitragem preferiu não empregar o recurso disponível – apesar da legalidade na revisão para lances de pênalti.

Aos 21 minutos do primeiro tempo, Sambueza tentou driblar o goleiro do Atlético Nacional e, tocado, caiu no gramado, mas uma possível infração não foi marcada. Na sequência, jogadores do América-MEX reclamaram junto à autoridade máxima em campo pedindo a revisão do lance. O árbitro Nawaf Shukralla, porém, chamou a responsabilidade para si rapidamente e não examinou a jogada.

Vale lembrar que são os árbitros da cabine de vídeo que definem se um lance será revisto – e não o principal, de campo. A partida entre Atletico Nacional e América-MEX valeu o terceiro lugar da competição – conquistado nos pênaltis pela equipe colombiana após empate por 2 a 2 no tempo normal.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos