Quatro motivos que fizeram o Cruzeiro não manter Bruno Rodrigo

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Juliana Flister/Light Press/Cruzeiro

    Bruno Rodrigo se despediu do Cruzeiro na 38ª rodada do Brasileirão

    Bruno Rodrigo se despediu do Cruzeiro na 38ª rodada do Brasileirão

Bruno Rodrigo está fora do Cruzeiro para 2017. A diretoria anunciou a saída do defensor há exatamente uma semana, minutos após o jogo contra o Corinthians, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mas por que o atleta que faturou o bicampeonato brasileiro não permanecerá na Toca da Raposa II?

O UOL Esporte preparou uma lista de motivos pelos quais a diretoria optou por não renovar o contrato do zagueiro para a próxima temporada. Confira, abaixo, o que fez o clube preferir a dispensa do jogador em vez de sua renovação:

Oportunidade aos mais jovens

Desde a passagem de Paulo Bento pela Toca da Raposa II, há uma tentativa de dar chance aos zagueiros mais jovens. Respaldado pela diretoria, o português optou por escalar os garotos Bruno Viana, que o acompanhou na ida para o Olympiacos, da Grécia, e Fabrício Bruno. O defensor de 31 anos permaneceu no banco de reservas na ocasião.

Investimentos para o setor

O Cruzeiro acertou com um jogador para a composição do sistema defensivo e ainda está atrás de outro atleta. Luis Caicedo assinou contrato de cinco temporadas na Toca da Raposa II. O jogador que pertencia ao Independiente Del Valle, do Equador, custou 1,5 milhão de dólares aos cofres dos mineiros. A diretoria ainda mantém contatos com William Klaus, atualmente no Juventude. O zagueiro pode chegar a Belo Horizonte caso haja acordo com a agremiação gaúcha.

Queda de produção

Bruno Rodrigo viveu momento de queda brusca de produção na Toca da Raposa II. O zagueiro colecionou falhas na atual temporada e foi duramente criticado por torcida e imprensa. As críticas repercutiram negativamente nos bastidores e houve um consenso entre diretoria e comissão técnica. Ambas concordaram com o que foi dito sobre o atleta. Não é à toa que ele perdeu a posição para Léo no decorrer da temporada.

Negociação sem sucesso

Bruno Paiva, sócio-proprietário da OTB Sports, empresa que agencia a carreira de Bruno Rodrigo, foi o responsável por conversar com o Cruzeiro sobre uma possível renovação. As exigências do empresário não agradaram à cúpula. O atleta gostaria de manter a faixa salarial e pediu um contrato de até três temporadas. O clube mineiro, contudo, queria um vínculo de menor duração.

Quer receber notícias do Cruzeiro de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos