Ronaldo diz que gostaria de ter ficado no Barça em 97: "Seria maravilhoso"

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    Ronaldo marcou 47 gols em 49 partidas com a camisa do Barcelona

    Ronaldo marcou 47 gols em 49 partidas com a camisa do Barcelona

A passagem de Ronaldo Fenômeno pelo Barcelona marcou a história do futebol embora tenha durado apenas uma temporada. Quase 20 anos depois, o ex-atacante admite que gostaria de ter ficado mais tempo no clube catalão.

"Teria sido maravilhoso (ficar mais). Mas não foi por minha culpa. A gente tinha chegado a um acordo, mas na semana seguinte o advogado e o presidente (José Luis Núñez) se arrependeram. Eles falaram que aceitariam a primeira proposta que cobrisse a multa de 29 milhões de dólares. Teria sido fantástico ficar lá", disse Ronaldo em entrevista ao Resenha, da ESPN.

De acordo com o ex-atacante, a ida à Itália após a Internazionale de Milão contratá-lo foi um choque de realidade, pois o futebol do país tinha um nível superior ao espanhol.
 
"Foi um ano especial (no Barcelona). Mas eu encontrei uma diferença muito grande entre o Campeonato Espanhol e Italiano. Na Itália tinham uns zagueiros que não me largavam. Na Espanha a marcação em zona ajudava. Eu achei bem mais difícil", relembrou.
 
A passagem pelo PSV
 
O primeiro time de Ronaldo na Europa foi o PSV Eindhoven. A transferência deu-se pouco antes da Copa do Mundo dos Estados Unidos, em meados de 1994. "Lá foi brabo, porque cheguei em julho e depois começou a vir o frio. Eu joguei com temperatura de menos 20, menos 25. E não adiantava, tinha de jogar com tênis especial para neve", lembrou.
 
Ronaldo também voltou a falar sobre o ex-atacante holendês Luc Nilis, que fez dupla de ataque com o brasileiro no time. "Além de ser um excelente jogador, uma excelente pessoa, era generoso. Parece que não fazia questão de não fazer gols", afirmou.
 
O artilheiro da Copa de 2002 citou ainda o dinheiro recebido durante a passagem pelo país. "Meu primeiro milhão de dólares foi na Holanda. Mas foi do nada e minha família merecia um conforto. Eu fui tão focado sempre nas escolhas. Eu não entendia nada, estudei feito louco para me comunicar. Eu fazia aula sempre. Meu professor era um padre e eu aproveitava e rezava com ele, mas não tinha tantos pecados ainda. Depois comecei a namorar a filha do diretor", frisou.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos