Argentina é multada e Chile tem estádio vetado por homofobia de torcida

Do UOL, em São Paulo

  • Eitan Abramovich/AFP Photo

    Argentina venceu por 3 a 0 contra a Colômbia

    Argentina venceu por 3 a 0 contra a Colômbia

A Fifa mais uma vez repreendeu federações de futebol que tiveram cantos homofóbicos em suas partidas de futebol pelas Eliminatórias da Copa. Agora, a punição na América do Sul foi para a Argentina, Colômbia e Chile.

Segundo a entidade, a Argentina foi multada em 30 mil francos suíços (cerca de R$ 98 mil) por gritos homofóbicos no jogo contra a Colômbia, vencido pelos argentinos. Além disso, a Associação de Futebol Argentino (AFA) recebeu um alerta.

A punição para o Chile foi ainda maior. A seleção está proibida de jogar duas partidas no Estádio Nacional de Santiago também por homofobia e gritos ofensivos no jogo contra Uruguai. Além disso, a federação foi multada em 30 mil francos suíços (cerca de R$ 98 mil).

A Colômbia recebeu uma multa no valor de 25 mil francos suíços (aproximadamente R$ 82 mil) também por homofobia, contra o Chile.

A punição por homofobia também atingiu as Eliminatórias da Europa. A Grécia foi multada em 80 mil francos suíços (R$ 264 mil). Além das ofensas, a multa foi por objetos arremessados no gramado contra a Bielorrússia.

Estados Unidos, Panamá e Honduras também foram multados por homofobia.

Essa não é a primeira vez que a Fifa divulga uma série de punições por homofobia. A seleção brasileira, por exemplo, foi multada em duas rodadas pelo comportamento ofensivo de seus torcedores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos