Jesus escolheu City para estar com Guardiola: 'não era a melhor oferta'

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Fotoarena

O atacante Gabriel Jesus afirmou à revista Four Four Two que o lado financeiro não pesou em sua escolha para defender o Manchester City, a partir de 2017. 

"Havia muitos interessados em assinar comigo, mas não quero nomear nenhum clube. A decisão de me juntar ao City foi tomada por mim, junto com minha família e meu agente, e não era a melhor oferta em termos financeiros. Consideramos muitas coisas e levei em conta o projeto todo do City e estou muito feliz com esta decisão. É um clube imenso em um país que ama futebol e tem uma das melhores ligas", disse o ex-atacante do Palmeiras em entrevista que será veiculada na edição de janeiro.

"Eu não posso negar que trabalhar com Guardiola ajudou em minha decisão. Ele é um excelente treinador, um dos melhores do mundo, e eu não posso descrever quão orgulhoso fico quando ele diz boas coisas obre mim. Eu sou orgulhoso por ele gostar de como eu jogo, mas isso não é suficiente para mim. Eu preciso mostrar que ele estava certo", disse o atacante, que vestirá a camisa de número 33.

Na entrevista, Gabriel, que anotou 12 gols no Campeonato Brasileiro e foi o artilheiro do Palmeiras, afirmou que não vê problemas em se adaptar ao futebol mais duro da Inglaterra.

"Eu gosto de me definir como um lutador no campo. Eu gosto de ser agressivo, ir para cima. Desde quando era pequeno, eu estava acostumado a jogar com garotos mais velhos e defensores duros. Eu não tenho medo de caras brutos. Eu quero vencer e vou lutar para que isso aconteça", disse.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos