Na véspera do sorteio, "nova Libertadores" repete falhas do formato antigo

Rodrigo Mattos

Do UOL, em Assunção

  • AFP PHOTO / Luis Acosta

A Conmebol anunciou uma Libertadores anual e turbinada para 2017. A ideia era adotar um modelo similar ao da Liga dos Campeões e reduzir a distância comercial para os europeus. Mas a confederação sul-americana segue cometendo falhas básicas de organização que comprometem a promoção da competição.

É o que se pode perceber na véspera do sorteio da Libertadores. Esse é o grande evento de partida do torneio que deveria marcar com pompa o maior torneio do continente.

Só que o regulamento da competição será discutido nesta quarta-feira, dia do sorteio. Há a expectativa de que a reunião do Conselho da Conmebol receba os clubes para ouvi-los sobre as regras, o que até é uma inovação.

Mas as regras mais duras para estádios, como é reivindicação da CBF e dos clubes brasileiros, já estão descartadas por resistência de outros países. Na prática, fora a mudança de fórmula, o regulamento deve mudar pouco na prática, e medidas para modernizar a competição devem ficar para o futuro se ocorrerem.

Mais, a confederação sul-americana deixou para atualizar seu ranking que define cabeças de chave da competição na véspera do sorteio. Até o início da noite isso não tinha sido anunciado. Em 2015 - com uma diretoria provisória após o presidente anterior ser preso -, a entidade foi mais rápida e já tinha explicado o novo ranking à tarde com uma entrevista do diretor de competições, Hugo Figuereido.

A expectativa é de que, entre os brasileiros, Atlético-MG, Santos e Grêmio sejam cabeças de chave, o Palmeiras esteja no segundo pote, o Flamengo no terceiro, e a Chapecoense no quarto. Mas isso baseado em um cálculo extraoficial.

Também não houve nesta véspera nenhum evento promocional da Libertadores, seja uma coletiva, um evento para lançar bola ou de patrocinador. Não havia estrelas presentes além de dirigentes esportivos. No sorteio, está prevista uma homenagem a Chapecoense no protocolo com um discurso, entrega da taça de campeã da Copa Sul-Americana e um vídeo do time.

Enfim, a nova Libertadores tem muito da velha Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos