Gilberto quer recomeçar no São Paulo com a chegada de Rogério Ceni

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

  • Rubens Chiri/São Paulo FC

    Gilberto comemora seu primeiro gol com a camisa do São Paulo

    Gilberto comemora seu primeiro gol com a camisa do São Paulo

Depois de um ano inconstante, Gilberto quer usar 2017 como um recomeço com a camisa do São Paulo. Empolgado com a chegada de Rogério Ceni, o atacante admite em entrevista ao UOL Esporte que não teve um ano tão constante.

Com dois gols nos últimos dois jogos do ano, nas vitórias contra Atlético-MG e Santa Cruz, ele vê a temporada que passou como atípica.

No bate-papo, o jogador ainda revelou que já teve contato com Rogério Ceni e que considera normal a busca do São Paulo por um reforço na mesma posição.

Confira a entrevista de Gilberto ao UOL Esporte:

UOL Esporte: O ano de 2016 não foi muito bom para você, mas nos últimos dois jogos você marcou gols. Como fica a expectativa para 2017?
Gilberto:
A expectativa é boa, esses gols me elevaram a moral, não só pessoalmente. Mas a torcida percebeu que eu tenho capacidade de estar no São Paulo. E foi um ano atípico. Todos os outros anos eu jogava bem, fazia gols. Foi atípico e que a melhor coisa foi ter ido para o São Paulo.

UOL Esporte: Na entrevista após os gols, ainda em campo, você falou que estava "se apresentando" ao público tricolor. Como é isso?
Gilberto
: É um recomeço para mim. Eu por onde passei sempre deixei a marca de fazedor de gols. Eu quero recomeçar e fazer uma excelente história. Na minha apresentação eu avisei que iria demorar um pouco para entrar bem, para entrar na história.

UOL Esporte: Você se sentiu injustiçado por não jogar tanto?
Gilberto:
A gente quer sempre fazer gol. Eu gosto de fazer gol e estou sempre brigando para ser titular. Respeitando todos no elenco eu vou buscar meu espaço.

UOL Esporte: Mas você ficou triste? Ou acha que não merecia uma vaga?
Gilberto:
Eu trabalhei forte. Especialmente no fim do ano. Eu trabalhei forte e o trabalho e a recompensa está vindo.

UOL Esporte: Qual a expectativa para o trabalho com o Rogério Ceni
Gilberto:
Ele é um cara inteligente, é um ícone, é o Mito, como a torcida chama ele. E espero que sob o comando dele a gente consiga fazer a mesma coisa.

UOL Esporte: Você já conversou com ele? Como foi?
Gilberto:
A gente teve uma pequena conversa, para saber como estava, o que eu planejava. Ele falou o que queria. E eu falei pouco. Ele queria saber de tudo: se eu estava bem fisicamente, o que eu queria para o próximo ano, falou o que acha da minha posição. Saí da conversa animado. Trabalhar com ele vai ser sempre bom.

UOL Esporte: Você acertou verbalmente com o Corinthians em 2011 e acabou no Inter. Se arrepende de ter mudado?
Gilberto:
Vira e mexe essa história volta, não sei porque. Vamos falar do São Paulo, não vamos falar do passado. O que passou já passou.

UOL Esporte: Como você vê a diretoria encarar como necessidade a contratação de um atacante?
Gilberto
: É uma coisa natural do futebol. O meu começo de ano no São Paulo não foi tudo o que eu queria, mas o final foi ótimo. Se reforçar, vai ajudar e eu vou estar ali para brigar pela minha posição. Vamos se dar bem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos