Milan bate Juventus nos pênaltis com brilho de Donnarumma e vence Supercopa

Do UOL, em São Paulo

O Milan se sagrou campeão da Supercopa Italiana pela sétima vez ao superar a Juventus nos pênaltis nesta sexta-feira (23), no estádio Jassim Bin Hamad, em Doha, no Qatar. Após empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, a equipe rubro-negra levou a melhor nas cobranças decisivas - Donnarumma defendeu a última batida da Juve, de Dybala.

O resultado quebrou um jejum de cinco anos sem títulos para o Milan - o último havia sido justamente a Supercopa de 2011. O triunfo também faz com que o Milan empate com a Juventus como maior campeão da Supercopa: ambos os times têm agora sete títulos. Logo em seguida, aparecem Inter de Milão (5), Lazio (3), Roma (2) e Napoli (2).

A Supercopa Italiana coloca frente a frente os vencedores do Campeonato Italiano e da Copa Itália da última temporada. Como a Juventus conquistou ambos os títulos, o Milan, vice da Copa Itália, ganhou o direito de jogar a Supercopa.

Gols saem na jogada aérea

Os dois gols saíram pelo alto. Primeiro, Chiellini aproveitou cruzamento da esquerda e desviou sem chances para Donnarumma. Depois, foi Bonaventura quem recebeu levantamento e cabeceou para trás, surpreendendo Buffon para empatar. A favorita Juventus foi melhor que o Milan com a bola rolando, mas os gols pararam por aí durante os 120 minutos.

Alex Sandro dá drible humilhante e sai machucado

O lateral esquerdo Alex Sandro levantou a torcida em Doha com uma caneta desconcertante para cima do meia Suso, mas a presença dele em campo não durou muito. O brasileiro sentiu um problema muscular na coxa aos 33 minutos do primeiro tempo e teve que ser substituído pelo francês Evra.

Goleiros brilham dos dois lados

Alexandra Panagiotidou/AP

O veterano Buffon, 38 anos, pelo lado da Juventus, e a revelação Donnarumma, 17, do Milan, foram os grandes destaques da partida. Buffon brilhou ao defender uma cabeçada de Bacca à queima-roupa no tempo normal, enquanto Donnarumma foi responsável por várias intervenções importantes para frustrar o ataque da Juventus, que pressionou muito mais. Nos penais decisivos, melhor para o garoto, que fez grande defesa na cobrança de Dybala.

Juve marca na prorrogação, mas gol é anulado

Assim como no tempo normal, a Juventus foi superior também na prorrogação, mas os gols não saíram. No melhor lance, Dybala deixou Evra na cara do gol e o francês mandou para as redes, mas o lance foi corretamente anulado por impedimento. Dybala ainda perdeu outra grande chance ao receber na pequena área e mandar por cima.

Quer receber notícias de futebol internacional de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos