Santos e Portuguesa Santista se reúnem por Arena e podem fechar 'acordão'

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação / Conexão 3

    Parceria para construir Arena do Santos daria a Portuguesa Santista um estádio novo

    Parceria para construir Arena do Santos daria a Portuguesa Santista um estádio novo

O presidente Modesto Roma, do Santos, se reuniu com o presidente da Portuguesa Santista, Lupércio Conde, em um restaurante no bairro do Gonzaga, em Santos, na tarde desta quarta-feira.

O encontro serviu para "fazer as pazes". Isso porque a Briosa havia rejeitado o projeto do alvinegro praiano para construção de uma Arena. A Portuguesa escolheu "outro projeto", do Grupo Mendes, em votação por unanimidade do Conselho Deliberativo do clube.

A reunião foi considerada positiva pelas partes. A ideia é fazer uma espécie de "acordão". Santos e Portuguesa tentarão incluir o plano do empresário Armênio Mendes, no projeto inicial de construção da Arena santista, que seria para mais de 27 mil torcedores.

Armênio Mendes é um dos principais empresários da cidade e responsável por construir a maioria dos shoppings centers na Baixada Santista.

No início deste mês, a Portuguesa Santista recusou o projeto do Santos em votação. Foram 41 votos a favor do projeto apresentado pelo investidor e nenhum para a proposta do Santos. A decisão complicou o time da Vila Belmiro, já que boa parte do terreno que será utilizado na construção da Arena da Briosa seria empregado no projeto de construção no novo estádio santista.

O novo estádio da Portuguesa Santista teria capacidade para 12 mil torcedores e ficará em cima de um shopping center de três andares, que incluirá oito salas de cinema e 220 lojas. O grupo Mendes ainda promete um clube com piscina, estacionamento para mais de 300 carros, além de uma nova sede social.

Agora, os envolvidos devem se reunir no início de 2017 para chegarem a um acordo favorável a todos. No almoço, a diretoria santista ainda demonstrou interesse em retomar a parceira para emprestar jogadores a Portuguesa Santista. Neste ano, a Briosa conquistou o acesso para a Serie A3 do Campeonato Paulista com a ajuda do coirmão, que emprestou diversos atletas.

Arena do Santos ficaria maior com presença da Briosa

O projeto do Santos custará R$ 450 milhões e terá capacidade para 27.286 mil torcedores, mas ainda existe a possibilidade de aumentar o número de pagantes. Após questionamentos sobre a capacidade da arena por parte de alguns conselheiros, o clube paulista e as empresas Fernandes Arquitetura e Conexão 3, parceiras no projeto, não descartam a possibilidade.
 
A inclusão da Portuguesa Santista poderia aumentar a capacidade da arena, que seria utilizada por Santos, Briosa e Jabaquara, os três clubes da cidade. 
 
As arquibancadas ficariam atrás dos gols. Do lado leste seriam construídos os setores de cadeiras, enquanto do lado oeste o setor de camarotes e produtos Premium. O estacionamento teria capacidade para dois mil veículos, mas pode aumentar para quatro mil, conforme a demanda.
 
O Santos terá 40% da participação societária, enquanto 60% ficarão com os investidores responsáveis pela construção. O clube paulista ainda terá direito a 12,5% da bilheteria nos cinco primeiros anos, 15% dos seis aos dez anos, 17,5% dos 11 aos 15 anos, e 40% a partir dos 16 primeiros anos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos