Grêmio admite conversa com Santos, mas saída de Lincoln é 'muito difícil'

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Grêmio

    Lincoln (e) é uma das principais promessas da base do Grêmio e alvo do Santos

    Lincoln (e) é uma das principais promessas da base do Grêmio e alvo do Santos

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, admitiu conversa com o Santos sobre um eventual empréstimo de Lincoln. Em tom de brincadeira, o mandatário disse que também sondou jogadores importantes do clube paulista. Ainda completou avaliando a situação como 'muito difícil', mesmo sem fechar totalmente as portas. 

"Estávamos em Assunción (Paraguai), no sorteio da Libertadores, conversamos com o presidente Modesto (Roma, do Santos), sentamos à mesma mesa. Conjecturamos várias coisas, falamos de tudo. Ele disse do Lincoln, eu falei que queria jogadores dele também. Falei do lateral direito, Zeca, Ricardo Oliveira, tudo (risos). O que pôde abrir foi aberto", contou Romildo Bolzan Júnior, presidente do Grêmio, à Rádio Gaúcha. 
 
O UOL Esporte informou que o Santos pretende Lincoln por empréstimo e oferece duas alternativas: Rodrigão - que desperta interesse do Grêmio - e Thiago Ribeiro. O molde seria o mesmo, empréstimo por um ano.
 
"É muito difícil (do Grêmio liberar Lincoln). Tem que ser algo bom para todos. Se o Grêmio ceder um jogador seria por um ano. É um ensaio, um ensaio de conversa", definiu Romildo. 
 
Não houve proposta oficial de parte alguma. Uma nova conversa deverá partir do Santos, já que o Grêmio trata o interesse em Rodrigão longe de ser prioridade. 
 
Lincoln é uma das promessas das categorias de base do Grêmio. Assinou com o Grupo DIS, de Delcir Sonda, quando tinha apenas 14 anos. Recebeu R$ 200 mil e passou a ter salário pago pelo investidor. No ano seguinte, com 15, encantou Felipão em um treinamento do principal contra base. Jogava no Sub-17. Scolari chamou o então presidente Fábio Koff e queria utilizá-lo imediatamente no principal. Foi impedido pela legislação do futebol que o proibia de atuar sem contrato profissional, só autorizado a partir dos 16. 
 
Já com 16 anos, em 2015, foi titular do primeiro time montado por Felipão. Mas não se manteve na equipe de cima, acabou virando suplente o restante do ano. E desde então oscilou entre boas participações - como o gol contra o San Lorenzo na Argentina pela Libertadores deste ano - e momentos de ostracismo. Com Renato Gaúcho não teve qualquer oportunidade para seguir no time, acabou sendo até rebaixado ao time de transição. 
 
Pela inconstância, Lincoln é tratado como uma promessa, já que tem apenas 18 anos, mas ainda com passos a dar na base. Precisa cumprir etapas e um empréstimo não é totalmente descartado. De qualquer forma, a diretoria garante que não houve até então qualquer oferta oficial para isso. Acontecendo, será analisada como com qualquer outro atleta do grupo. 
 
Ainda há no currículo do jogador convocações para seleção brasileira de base sempre acima de sua categoria. Jogou na Sub-17 com 15 anos e na Sub-19 com 17. Além disso foi eleito 'um dos jovens mais valiosos do mundo' pelo jornal britânico The Guardian. Seu vínculo com o Tricolor vai até dezembro de 2019.
 

Quer receber notícias de Santos e Grêmio de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos