Dinheiro da TV é salvação do Inter para amenizar situação financeira

Do UOL, em Porto Alegre

  • Buda Mendes/Getty Images

    Situação financeira do Internacional preocupa o clube, que busca verbas

    Situação financeira do Internacional preocupa o clube, que busca verbas

O Internacional está endividado. Com atrasos em pagamentos importantes ao elenco, a nova direção se vê de mãos atadas para agir no mercado imediatamente. Mas a salvação, pelo menos imediata, deve ocorrer já no começo do ano. A verba da cota de televisão do Campeonato Gaúcho servirá para quitar débitos. 

"No início do ano temos a verba de televisionamento do Gauchão. Ela mais que dobrou em relação ao ano passado. É necessário dizer que os clubes não se encerram quando acaba uma gestão. Dívidas e valores a receber seguem. É importante termos um compromisso de uma gestão austera e que recoloque o Inter em seu devido lugar. Esses passos já foram dados assim que fomos eleitos", disse o novo presidente do Inter, Marcelo Medeiros, à Rádio Gaúcha. 
 
O mandatário assume oficialmente na próxima semana e de cara encontra uma situação financeira complicada. Segundo o próprio, são R$ 50 milhões em dívidas. Entre os valores a pagar há férias de jogadores e funcionários, além de direitos de imagem do elenco. 
 
"Isso nos preocupa bastante. Como as próprias informações publicadas nesta semana, de endividamento perto de R$ 50 milhões. Preocupa qualquer instituição", disse Medeiros. 
 
Ao mesmo tempo, as dívidas causam estranheza ao mandatário. Até porque o Internacional mantém mais de 100 mil sócios em dia e recebeu boas quantias de verbas de vendas de atletas no último ano. 
 
"Nesses dois últimos anos o Inter recebeu receitas importantes de forma extraordinária. A adesão ao Profut nos deu vantagem econômica. E em 2015 foram quase R$ 50 milhões em venda de jogadores. Eu lembro de Aránguiz, Alisson, Nilmar, Caio... Empréstimo junto a instituições financeiras, luvas de contratos com Esporte Interativo e Globo... Hoje temos atrasos", reclamou. 
 
Por isso, uma auditoria será realizada nas contas do clube. Tão logo assumir o comando, Medeiros deixará os documentos do Internacional sob análise para encontrar onde foi gasto tanto dinheiro. 
 
A posse oficial está marcada para dia 3. Medeiros traz Alexandre Chaves Barcelos e João Patrício Hermmann como vice-presidentes. O Conselho de Gestão é completo por José Medeiros Pacheco e Humberto Busnello. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos