Ainda falta para a bola rolar, mas cariocas iniciam 2017 em climas opostos

Bruno Braz e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Botafogo/Divulgação

    Montillo assinou contrato com o Botafogo e foi bastante festejado pela torcida

    Montillo assinou contrato com o Botafogo e foi bastante festejado pela torcida

O ano de 2017 começou e o mercado da bola promete dominar boa parte das ações dos clubes cariocas em janeiro. Os quatro grandes só estreiam no Campeonato Estadual no último fim de semana do mês, mas já lidam com climas opostos antes mesmo de a bola rolar.

Flamengo e Botafogo disputarão a Copa Libertadores e movimentam o mercado em busca de reforços. Já Vasco e Fluminense começam o ano recheados de incógnitas e com as respectivas torcidas desconfiadas sobre as mudanças que estão por vir.

O Alvinegro de General Severiano é o destaque até o momento. O clube contratou o argentino Montillo para comandar o time na temporada. Também chegaram Gatito Fernández, João Paulo e Roger. A diretoria quer uma equipe forte para superar a pré-Libertadores e chegar na fase de grupos.

Montagem/UOL
O Rubro-negro da Gávea promete novidades para a torcida já no decorrer da semana. O clube contratou o lateral esquerdo da seleção peruana Trauco e tem acordos com o volante Romulo e o meia Conca. Ambos dependem apenas das liberações dos respectivos clubes para os anúncios. A expectativa é a de que os dois estejam presentes na reapresentação do elenco, em 11 de janeiro.

Outra situação que deve ser definida nos próximos dias envolve o atacante Marinho. O Flamengo é a prioridade do jogador no Brasil e a proposta ao Vitória será apresentada pelo empresário Jorge Machado. Se Marinho não se transferir para o futebol chinês, é provável que o Rubro-negro carioca seja o seu destino. Desde, claro, que o clube baiano aceite as condições propostas.

Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Enquanto Botafogo e Flamengo estão avançados nas negociações e vivem um clima positivo antes de a bola rolar, Vasco e Fluminense correm atrás do prejuízo. O presidente Eurico Miranda causou furor na torcida em entrevista coletiva onde anunciou investimento de R$ 200 milhões. Não bastasse isso, prometeu um "presente de Natal", algo que causou polêmica, já que na madrugada do dia 25 de dezembro, o jogador anunciado foi o meia argentino Escudero, que frustrou e causou ironia em boa parte de vascaínos e rivais.

O clube anunciou uma barca com dez jogadores e, entre eles, alguns medalhões trintões, como Jorge Henrique, Diguinho e Julio Cesar. O Vasco ainda procura ao menos um zagueiro, um volante, um meia e um atacante. Um dos sonhos de consumo, Diego Souza renovou com o Sport e ficou pelo caminho.

NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.
No Fluminense, o presidente eleito Pedro Abad tenta resolver o problema financeiro antes da reapresentação do elenco. Os jogadores estão com dois meses de atraso nos direitos de imagem. Apenas dois atletas foram contratados até o momento: os equatorianos Sornoza e Orejuela.

O clube ainda mantém o interesse em Barcos, embora o destino mais provável seja o Atlético Nacional, da Colômbia. O Fluminense negociou nos últimos dias o meia Cícero com o São Paulo. Os salários do jogador serão divididos entre as agremiações. O Tricolor paulista pagará 70%, enquanto o carioca arcará com 30%.

O futebol costuma mudar bastante o clima nos clubes durante toda a temporada, mas é inegável que Flamengo e Botafogo largaram na frente dos rivais no Rio de Janeiro. Resta saber se o panorama será mantido quando a bola rolar, o que realmente interessa na avaliação final.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos