Na mira do futebol chinês, Ramón Ábila não descarta deixar o Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Ramón Ábila pode deixar o Cruzeiro na atual temporada

    Ramón Ábila pode deixar o Cruzeiro na atual temporada

Ramón Ábila não descarta deixar o Cruzeiro em 2017. Contratado há seis meses, o argentino foi procurado por clubes chineses e garante que pode se mudar para o país em caso de proposta convincente.

Alheio à dívida de 1,5 milhão de dólares dos mineiros com o Huracán, da Argentina, seu antigo clube, o dono da camisa 50 explica que aceitaria se mudar para o país asiático, onde está o amigo Carlos Tévez, adquirido pelo Shanghai Shenhua.

"Se me chamam da China, fiquem tranquilos que vou. Idiota não sou. Para sondagens, ligam sempre. Mas se a questão é colocar dinheiro, aí fica mais difícil. Por enquanto não há nada concreto. Só tenho na cabeça voltar ao Cruzeiro e começar o ano lá", disse em entrevista à Rádio Sucesso, de Córdoba.

O Cruzeiro adquiriu 50% dos direitos econômicos de Ábila, em julho de 2017, por 4 milhões de dólares (R$ 13,5 milhões à época). Os mineiros, no entanto, devem 1,5 milhão de dólares (R$ 5,4 milhões na cotação atual) ao Huracán, conforme nota divulgada pelo clube gringo dias após o Natal.

O time mineiro precisa adquirir o restante dos direitos econômicos do centroavante até o fim do ano. O restante dos direitos do atleta está avaliado em 3,5 milhões de dólares (R$ 11,75 milhões), conforme o contrato. Caso não o compre, Ábila pode retornar ao Huracán em 2018.

Quer receber notícias do Cruzeiro de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos