Cruzeiro renova com a Caixa e mantém receita de R$ 12,5 milhões ao ano

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Novo uniforme do Cruzeiro seguirá com patrocínio da Caixa Econômica Federal

    Novo uniforme do Cruzeiro seguirá com patrocínio da Caixa Econômica Federal

O Cruzeiro acertou, no fim de dezembro passado, a manutenção da Caixa Econômica Federal como patrocinador máster para 2017. A instituição financeira seguirá estampando o uniforme dos mineiros com valores idênticos aos praticados no primeiro ano de parceria: R$ 12,5 milhões anuais.

O diretor comercial Robson Pires foi o responsável por alinhavar o acordo com Gerson Bordignon, superintendente nacional de promoções e eventos da companhia estatal. A ideia inicial dos mineiros era que os valores fossem corrigidos. Contudo, o pedido inviabilizaria o acordo. A cúpula, portanto, aceitou a manutenção do montante.

O novo contrato já está em mãos do departamento jurídico do Cruzeiro, chefiado por Fabiano Oliveira Costa. Resta uma análise minuciosa do diretor e seus auxiliares para que o presidente Gilvan de Pinho Tavares confirme o acordo.

Os outros parceiros comerciais também seguirão estampando os materiais esportivos e placas de publicidade do clube neste ano, conforme apurado pelo UOL Esporte. Os demais acordos, porém, contarão com a correção monetária anual, mas têm menor representatividade nas receitas.

Além da instituição financeira, o Cruzeiro tem parcerias firmadas com a Vilma Alimentos (na manga), a Cemil (nos ombros), a Tim (nas costas) e o Supermercados BH (no calção). As empresas encaminharam a manutenção das parcerias com os mineiros.

Quer receber notícias do Cruzeiro de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos