Da provocação ao banco: Sasha começa 2017 em baixa e pode deixar o Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/SC Internacional

    Eduardo Sasha provocou o Grêmio no Gauchão, mas acabou o ano em baixa

    Eduardo Sasha provocou o Grêmio no Gauchão, mas acabou o ano em baixa

Eduardo Sasha começa 2017 bem diferente do ano passado. Foi dos pés do meia-atacante que saiu o primeiro gol do Colorado em 2016, na Florida Cup. Era titular absoluto e um dos destaques do time. Diferentemente deste ano, quando começa depois de ficar fora do último jogo da temporada, até do banco de reservas. Ainda valorizado aos olhos do mercado, o jogador pode deixar o Internacional nesta janela de transferências. 

O clube não recebeu qualquer proposta oficial por ele. Há sondagens, mas nada que venha a mobilizar o departamento de futebol de forma imediata. Fato é que Sasha não tem o mesmo status do começo de 2016.
 
Na época era considerado inegociável. Titular do time, vivia seu melhor momento, que durou até o fim do primeiro semestre. Foi quando, após marcar na final do Gauchão contra o Juventude, foi até a bandeira de escanteio, arrancou-a do solo e dançou com ela o que ficou conhecido como a 'Valsa dos 15 Anos', em celebração ao período sem conquistas do rival, Grêmio. 
 
A corneta foi o último ato como protagonista. Depois, perdeu espaço paulatinamente no time. Virou reserva, oscilou, voltou ao time, e viu, horas de dentro e horas de fora do campo, o Colorado acabar rebaixado para a segunda divisão. No último jogo, contra o Fluminense, sequer foi relacionado, mesmo sem ter qualquer problema físico. 
 
De quebra, o Grêmio ainda conquistou um título relevante no fim do ano, a Copa do Brasil. E na comemoração, Luan rebateu a provocação. "Queria dizer que o Grêmio é campeão e o Sasha é um c...", disparou o gremista não preservando-se do palavrão. 
 
A direção do Inter age com cautela. Mas devido a sobra de jogadores para as funções ofensivas, pode se desfazer dos que têm mais mercado. Até pela necessidade de 'fazer dinheiro' para recuperar a difícil situação financeira encarada pelo clube. 
 
Desta forma, uma negociação do jogador não é descartada como em outros momentos. Uma eventual proposta da Europa seria bem avaliada pelo comando vermelho, que assumiu o clube oficialmente nesta terça-feira. 
 
Ao todo, Sasha disputou 53 jogos e marcou 13 gols na temporada 2016. Curiosamente, foi o ano em que mais gols fez e que mais jogos disputou na carreira. Com 24 anos, ele tem contrato com o clube gaúcho até setembro de 2021. 
 

Quer receber notícias do Internacional de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos