Guardiola sobre City: "não temos a história de Barça, United ou Bayern"

Do UOL, em São Paulo

  • Stu Forster/Getty Images

Uma comparação de Pep Guardiola durante sua entrevista a rede norte-americana NBC causou polêmica nos meios internacionais. Isso porque o treinador do City disse que o clube não tem a mesma história de outros clubes, citando o rival Manchester United.

O trecho foi reproduzido em diversos meios de comunicação britânico, que chegaram a alimentar uma polêmica sobre a fala do treinador, que falava que todos no Manchester City precisam acreditar que são bons e o clube precisa estar na Liga dos Campeões ano a ano nos próximos 10 anos, pois não tem os títulos que United, Barça, Bayern de Munique e outros clubes têm. 

"A tática é muito importante, porque todo mundo tem que saber o que fazer dentro de campo. As relações e os comportamentos fora de campo entre os companheiros de time têm que ser as melhores possíveis. Tudo é importante: sua vida, sua vida privada, sua relação com a imprensa. E especialmente temos que tentar convencer a esse maravilhoso clube que eles são bons. Eles são bons. E aos fãs também: os fãs precisam acreditar que eles são bons, que o clube é bom, que os jogadores são bons. Nós não temos a história, a camisa do Barcelona, do Real Madrid, da Juventus, do Bayern de Munique ou do Manchester United, os títulos que eles têm. É sobre estar na Europa na próxima década, estar na Liga dos Campeões,  temos que estar lá todos os anos, mais do que ganhar um título, acredite em mim", disse Guardiola à NBC em fala reproduzida pelo jornal britânico The Guardian. 

O treinador ainda afirmou que a pressão que sente no City é inferior a que sentia no Barcelona. "Se tem mais pressão aqui? Não. A maior pressão foi no Barcelona. Não se pode comparar a pressão que tem no Barcelona e no Real Madrid da do Bayern de Munique ou do Manchester City. Aqui é bem menor, muito menor. É louco pensar que vamos transformar tudo. Eu vim para aprender", comentou.

Guardiola ainda ressaltou que sentir tensão e pressão são coisas importantes no futebol. "É preciso sentir o nervosismos, a pressão no seu corpo. Se não, é melhor ser demitido. Mas é uma boa energia. É preciso isso. Normalmente eu tenho mais tensão quando estamos ganhando. Quando estamos ganhando de 2 a 0, eu sou mais agressivo. Quando estamos perdendo, tento ser o mais calmo possível para trabalhar e fazer o que é preciso". 

Quer receber notícias do futebol inglês de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos