Kardec teve 12h para decidir sobre China e se sente em dívida com o Vasco

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Alan Kardec afirmou que deve um título de expressão ao Vasco

    Alan Kardec afirmou que deve um título de expressão ao Vasco

Em entrevista ao programa Expediente Futebol, da Fox Sports, Alan Kardec falou sobre sua ida à China e revelou que se sente em dívida com o Vasco. Segundo o atacante prestes a completar 28 anos, ele se sente em dívida por não ter ganho um título de expressão com o clube que o formou. 

"Eu sempre deixei bem claro, que me tornei o ser humano que sou, o jogador que sou, graças ao Vasco. Não ganhei um título de expressão pelo Vasco, e essa é uma dívida que eu tenho, é o mínimo que eu posso fazer", afirmou Kardec, projetando um possível retorno ao Cruzmaltino. 

Perguntado sobre a tomada de decisão de ir ao emergente futebol chinês, Kardec afirmou que teve apenas 12 horas para decidir se aceitava a proposta do Chongqing Lifan. 

"Hoje eu tenho família, esposa, filha, antes de acontecer a proposta, já tinha conversado sobre o mundo árabe, China, lugares diferentes, mas a minha esposa sempre me apoiou, meus pais sempre me apoiaram. Então quando aconteceu a proposta, eu tive pouco menos de 12 horas para tomar a decisão. E com pouco tempo, você busca as informações, e tem que dizer sim e não. Pensei na minha filha, nas oportunidades que ela teria de falar o mandarim, o inglês, e procurei saber que é muito segura a cidade, apesar de ser no interior, tem sido muito bom, você acaba colocando tudo isso na balança", relatou o atacante. 

Kardec também falou sobre suas passagens sobre Palmeiras e São Paulo. Ele disse que não se arrepende de ter saído do primeiro para assinar com o segundo, mas que gostaria de ter dado continuidade em seu trabalho no Palestra. 

"Na verdade não me arrependo, porque muitas coisas aconteceram, mas não aconteceu da forma que eu queira, foi uma saída triste, vinha de um momento excepcional, onde as atuações me colocaram numa lista de suplentes da Copa do Mundo de 2014. Não me arrependo, mas queria dar continuidade naquilo que começou a ser construído, tenho um carinho grande, onde passei honrei a camisa, infelizmente teve toda aquela confusão, isso faz parte do futebol, acabei saindo, tive um começo bom no São Paulo, até me lesionar", contou. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos