Reciclagem do ataque pressiona Bolaños a mostrar serviço no Grêmio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Miller Bolaños precisa mostrar serviço para seguir no Grêmio nesta temporada

    Miller Bolaños precisa mostrar serviço para seguir no Grêmio nesta temporada

Miller Bolaños começa 2017  pressionado. Será sua primeira pré-temporada no Grêmio e depois de um ano em que a expectativa por seu futebol superou o resultado, o equatoriano viverá um momento em que o setor ofensivo do Tricolor será 'reciclado'. Oportunidade para se firmar, ou deixar de vez os planos. 

'The Killer' sofreu com cirurgias e lesões. Foram duas só para resolver a fratura no rosto ocasionada pela cotovelada do lateral direito William, do Inter, no clássico Gre-Nal que simbolizava seu segundo jogo com a camisa gremista. Depois, teve problemas de púbis e musculares. Quando conseguiu ficar disponível, ainda conviveu com convocações para seleção do Equador, que forçaram saídas do time. 
 
No fim do ano, quando recebeu oportunidades, acabou não conseguindo uma sequência de jogos. Terminou 2016 ciente que precisava melhorar. "Tive muitas lesões e isso me atrapalhou. Mas quero no ano que vem conseguir uma sequência e provar que posso ser importante aqui", disse após o título da Copa do Brasil. 
 
E o ataque gremista passa por reformulação. Luan pode ser vendido, dependendo da proposta que o clube receber, Kayke foi contratado, um centroavante também irá reforçar a equipe, Everton, Pedro Rocha e Douglas seguem, Henrique Almeidas e Negueba estão indo embora. E tantas trocas nas alternativas de Renato Gaúcho servirá para encaixar o gringo entre os que lutam por oportunidade.
 
Ainda no ano passado, Miller procurou o coordenador técnico do Grêmio, Valdir Espinosa, e pediu para mudar de posição. Vinha sendo utilizado como último atacante, queria ser meia e disputar posto com Douglas. E assim se fez, ele cresceu de rendimento, mas também oscilou. 
 
Caso não consiga o melhor rendimento, o Grêmio passará a avaliar uma eventual negociação. Até então, Bolaños era tratado como 'inegociável'. Porém, tal status não é mais o mesmo e as frequentes sondagens de clubes da China e da Europa podem facilmente levar o jogador. 
 
Até porque o Tricolor precisa recuperar o investimento de R$ 20 milhões feito no jogador. O dinheiro foi emprestado por um investidor, mas precisa ser reposto no prazo de dois anos, período em que ele ainda tem vínculo em Porto Alegre. 
 

Quer receber notícias do Grêmio de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos