Chape enfrenta dificuldades para fechar reforços para o gol e para zaga

Daniel Fasolin

Colaboração para o UOL, em Chapecó

  • Daniel Fasolin/Divulgação

    Douglas Grolli (no centro) é um dos zagueiros que já chegaram a Chapecoense para 2017

    Douglas Grolli (no centro) é um dos zagueiros que já chegaram a Chapecoense para 2017

Após apresentar seus primeiros reforços e seguindo a remontagem do seu elenco, a Chapecoense tem encontrado dificuldades para trazer mais jogadores em duas posições: no gol e na zaga. Para a função de zagueiro, a equipe catarinense conta com Douglas Grolli, Zeballos e Fabricio Bruno, este último teve seu empréstimo confirmado pelo Cruzeiro na noite desta quarta-feira. Além dos três, o clube ainda tem para a função o zagueiro Neto, que ainda deve demorar alguns meses para entrar em campo, já que se recupera do acidente que vitimou 71 pessoas, em novembro. A diretoria da Chape considera que os quatro nomes não são suficientes e ainda busca mais peças para compor o quadro de defensores do clube.

Já para o gol, a Chapecoense acertou a contratação apenas do jovem Elias, 21 anos, que era do Juventude. O time ainda busca mais dois jogadores da posição para compor o grupo.

Algumas opções especuladas durante o período de contratações já estão fora dos planos. São os casos do goleiro Renan, que disputou a Série B pelo Avaí, e do goleiro Agenor, do Sport. Agenor era um desejo da antiga diretoria, porém o alto valor da multa rescisória com o Sport e o desejo do clube pernambucano em manter o arqueiro deixaram o jogador mais longe da Arena Condá.

A Chapecoense já trabalha com a possibilidade de trazer um arqueiro que não esteja trabalhando no Brasil, como foi o caso do goleiro Marcelo Boeck em 2016. A posição de goleiro é tida como a mais delicada do grupo, pois a equipe catarinense precisa suprir as faltas de Nivaldo, maior ídolo do clube e agora gerente de futebol, de Danilo, grande destaque do elenco que morreu na queda do avião em Medellín, além de Jackson Follmann, um dos sobreviventes do acidente e que teve parte da perna direita amputada. 

Nesta semana, muitos jogadores chegaram a Chapecó para realizar exames médicos e assinar contrato. Na noite de ontem, o zagueiro Zeballos, o lateral Diego Renan e o atacante Wellingnton Paulista desembarcaram na cidade. Os três irão fazer os exames médicos nesta quinta-feira e devem ser apresentados até esta sexta.

Até a próxima semana a Chapecoense pretende finalizar 90% das contratações.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos