Jornal inglês chama G. Jesus de 'aposta intrigante' e o compara a Keirrison

Do UOL, em São Paulo

  • Ricardo Stuckert / CBF

    Atacante é titular da seleção brasileira e foi campeão brasileiro em 2016

    Atacante é titular da seleção brasileira e foi campeão brasileiro em 2016

Camisas 9 jovens, com passagem de destaque no Palmeiras e contratados por uma equipe treinada por Pep Guardiola. Esse foi o paralelo traçado pelo jornal inglês "The Guardian" entre Gabriel Jesus e Keirrison em um texto publicado nesta sexta-feira (6) que trata a contratação do titular da seleção brasileira como uma "aposta intrigante" do treinador.

Vitorioso no Barcelona e no Bayern de Munique, Guardiola ficou marcado por contratar Keirrison, na época com 21 anos, para o clube catalão no meio de 2009, mas jamais aproveitá-lo. O centroavante passou seis meses no Palmeiras e teve um desempenho meteórico antes da transferência, porém não repetiu o futebol apresentado com a camisa alviverde em nenhum outro clube, assim como pela seleção brasileira – a qual ele nunca defendeu em partidas oficiais.

O diretor de futebol do Barcelona na época era Txiki Begiristain, que tem o mesmo cargo atualmente no City de Guardiola e encabeçou a compra de Gabriel Jesus. O "Guardian" destaca que o atacante, apesar de chegar em um momento turbulento no time inglês, é muito mais carimbado do que Keirrison ao chegar no futebol europeu.

Apesar de ignorar o papel importante na campanha do título brasileiro de 2016, o jornal reforçou o fato de Gabriel Jesus ser titular da seleção brasileira ao lado de Neymar e ter conquistado o ouro olímpico pelo Brasil. E, apesar do porte físico frágil em um campeonato onde a força é um fator importante, a publicação exaltou as origens no futebol de rua paulista e a frieza na cara do gol para compensar as pancadas de adversários.

"Você não sai do futebol de rua para ser um adolescente em sua seleção sem ser capaz de chutar ou empurrar. Ele é forte, rápido e letal o suficiente na cara do gol para tomar sua própria forma de vingança", escreveu o "Guardian".

Apesar dos elogios, o jornal crê que o atacante deve passar os próximos meses "parecendo sentir frio no banco de reservas com um gorro" por conta da situação do clube, recheado de outros grandes nomes no elenco para dividir as posições no ataque. "Os obstáculos estão em sua mairoia fora das mãos dele", argumenta a publicação, para a qual um atacante que precisa de um período de adaptação "não é algo que o esse time do City precise no momento".

Já na Inglaterra e treinando com o Manchester City, Gabriel Jesus só poderá estrear no dia 15 de janeiro, contra o Everton, pelo Campeonato Inglês, já que ele não entrará em campo nesta sexta-feira contra o West Ham, pela Copa da Inglaterra.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos