Responsável por trazer T. Neves pode herdar cargo de Scuro no Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Cruzeiro/Divulgação

    Diretor da base, Klauss Câmara foi o responsável por acertar com Thiago Neves

    Diretor da base, Klauss Câmara foi o responsável por acertar com Thiago Neves

Há cerca de um mês, quando Thiago Scuro confirmou seu desligamento do Cruzeiro, o cargo de diretor de futebol do clube está vago. Desde então, o presidente Gilvan de Pinho Tavares contou com a ajuda de seu vice, Bruno Vicintin, além de Tinga, recentemente efetivado gerente de futebol, para cuidar das contratações. A chegada de Thiago Neves, no entanto, ficou sob a responsabilidade de Klauss Câmara, executivo que deixou suas funções como diretor das categorias de base para viabilizar o 'presente de aniversário' da torcida. Com a tarefa bem feita nos Emirados Árabes, Klauss voltará ao Brasil com créditos na agremiação, o que aumenta as chances de receber seu presente particular: a cadeira de diretor de futebol profissional do Cruzeiro.

No final do ano passado, Gilvan afirmou que a prioridade do Cruzeiro no momento era de contratar as últimas peças e fechar o grupo, mostrando tranquilidade em relação ao futuro da diretoria de futebol. Durante a missa em celebração aos 96 anos do Cruzeiro, na última segunda-feira, o presidente deu indícios de que Klauss poderá deixar a Toca da Raposa I e transferir seu trabalho para a Toca II, no time profissional.

"Estamos usando o Klauss Câmara, que viajou para o estrangeiro para cuidar da negociação do Thiago Neves e ele está com nosso advogado para assuntos internacionais. Ele tem tudo para ser um grande diretor de futebol do profissional aqui no Brasil porque é muito inteligente, muita capaz, trabalhador e muito respeitado no meio", comentou o presidente.

Atualmente, Câmara está em sua segunda passagem pelo Cruzeiro. A primeira começou em 2010, como coordenador de captação. Antes de iniciar os trabalhos como diretor das categorias de base, em 2014, ele ainda teve uma passagem por cerca de três anos como coordenador técnico do Fluminense.

Desde a saída de Alexandre Mattos, o Cruzeiro tem dificuldades para encontrar um diretor de futebol ideal, e isso tem refletido dentro de campo. A temporada de 2015 começou com Valdir Barbosa (gerente de futebol) e Benecy Queiroz (supervisor de futebol) revezando sem sucesso no cargo. Isaias Tinoco chegou com o técnico Vanderlei Luxemburgo, mas também não vingou. Na temporada seguinte, Scuro desembarcou em Belo Horizonte, mas pediu demissão após pouco mais de um ano, alegando falta de autonomia.

Neste início de ano, Klauss Câmara não deverá ser a única novidade no departamento de futebol do Cruzeiro. Como já informado, o ex-volante Paulo César Tinga será o gerente de futebol e principal responsável por fazer a ponte entre a diretoria do clube e os jogadores, seus antigos companheiros.

Quer receber notícias do Cruzeiro de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos